Páginas

domingo, 7 de fevereiro de 2010

De volta

Puxa quanta coisa aconteceu em minha vida nesses meses de silêncio!
Fiquei sem fôlego um bom tempo, meus pés estão baixando agora, isso por que eu estava de cabeça pra baixo e vendo estrelinhas.
E tive um aprendizado bem interessante: a situação ruim sempre pode piorar!!!
Por isso, e muitos não aprovam, eu vivo o hoje, amanhã não sei como será e nem quero saber. Se respiro hoje, puxo bem o ar, se não ta dando pra respirar direito, inspiro bem devagar, mas não paro e não desisto.
Mas mesmo assim percebi que continuo a mulher dos três meses, esse é tempo em que máximo que consigo me dedicar a algo novo.
De julho pra cá eu andei fazer colar com flor de viés, chato de fazer, uma luta em manter o viés como eu queria, mas fica lindo!! Também fiz tapete em crochê. Aliás, crochê sempre foi uma dificuldade pra mim por que tenho o ponto muito apertado, mas achei uma amiguinha que me ajudou muito e até que saiu umas coisinhas legais, mas como “duro” três meses, agora estou costurando, estou amando, amaria mais se não fosse o short que estou tentando fazer, putz é tanto detalhe que me canso. Eu gosto de pegar uma coisa e fazer logo, ver o resultado, quando fica nesse faz e desfaz, dá vontade de jogar fora.
Tenho me aventurado na cozinha também. Engraçado, eu não como arroz, feijão, massa, açúcar, evito tudo que leva farinha de trigo, tudo isso por que depois que cheguei a 85 kg e vi que não era legal e quis voltar ao peso ideal a minha estatura, 56 kg. Se consegui?? Consegui, mas já viu, evito tudo isso que já disse, mas quando bate a ansiedade não sobra uma fruta pra contar a história, resumindo, se tivesse comido o que evito teria o mesmo efeito. Resultado: 64 kg, e de novo na luta para emagrecer.
Então como não posso comer eu faço. As pessoas me perguntam como consigo fazer e não comer. E eu acho a coisa mais fácil, vontade a gente tem, mas a sensação de você estar no controle e muito boa. Eu não como e pronto. Penso até que fazer meus “quitutes” é até mais divertido.
Estou passando agora por um momento muito especial, de calmaria. Chego a ouvir o silêncio do meu coração. Como vivo um dia de cada vez, estou curtindo muito esse momento e sempre dando graças a Deus que sei que Ele está no controle de tudo, quando as coisas ficam ruins, foi a hora que me meti pegar o controle, aí já viu só me lasco!!