Páginas

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A história de Zach

Reconhecer que Deus é bom no momento de paz é coisa fácil, mas louvá-LO no meio da tempestade...

Assisti um vídeo no Esboçando Idéias e fiquei pensando, pensando... cada pessoa reage de uma maneira, conforme a visão e o que ela guarda dentro do coração, eu penso assim. Acho que quanto mais de Deus ela tiver dentro de si, mais fácil (não menos doloroso ou o contrário? ) será passar pela dificuldade, caso contrário é difícil até reconhecer deus nos momentos bons.
Eu sofri um acidente de carro a mais de 25 anos, mas foi um marco na vida, por que ela virou de cabeça pra baixo, acho até que ficou enterrada, não literalmente. Minha mãe morreu nesse acidente e até hoje sinto falta dela. Fiquei internada por um tempo e só soube que ela tinha morrido um mês depois do acidente, por decisão dos médicos.
Voltei pra casa, e o vazio era absurdo, era dor pura... chorei claro! Mas no meu coração o Senhor dizia que podia ficar tranquila que ela estava com Ele e eu fiquei descansada, com saudades, mas sem os porquês. E foi um período muito, muito difícil, mas eu nunca antes havia sentido tanto a companhia de Jesus e nem o seu amor daquela forma, e segui em frente me sentindo mais forte.
Agora o caso do Zach é um exemplo de amor e submissão.




O Senhor o levou dia 16 de maio

"Se Deus me curar, então Deus é Deus e Deus é bom. Se Deus não me curar, e me deixar morrer, Deus ainda é Deus e Deus ainda é bom. A Deus seja a glória!"