Páginas

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Palmadas - Agora é Sério

Brincadeiras a parte... eu levei umas boas varadas quando criança e lembro que minha mãe dizia sempre o porquê. Ela não deixava juntar todas peripécias para "extravazar" sua correção, aliás com varadas a gente sempre reflete melhor sobre a próxima peripécia, e nem tão pouco ficava histérica, fora de controle com raiva.

Agora, uma confissão - eu preferia mil vezes uma boa sessão de varadas que o "sermão" que minha dava às vezes - a dor das palmadas passava rapidinho, mas ver a tristeza de minha mãe por minha rebeldia... isso doía fundo e por mais tempo. Aí eu vejo a sabedoria da minha mãe, ela sabia exatamente quando aplicar cada tipo de punição. E em todas elas eu nunca me senti rejeitada ou menos amada, ao contrário. Por isso sou sim a favor de palmadas, pois espancamento é outra coisa!
Deixo aí um vídeo do John Piper para ajudar na reflexão.