Páginas

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Vale a pena orar?

Jesus nos ensinou a pedir a vontade do Pai. Mt 6.10

O Espírito Santo intercede por nós, falando o que Deus quer ouvir. Rm 8.27
Deus só faz o que quer, mas, o que Deus quer é sempre o melhor. Rm 12.2
Entretanto, falar com quem só faz o que quer deixa pouco espaço para quem com ele fala.

Parece só restar a frase atribuída a C.S. Lewis, no filme Terra das Sombras: “Não oro para que Deus faça a minha vontade, mas para que me adeque à vontade dele.”
É possível, portanto, concluir que não vale a pena orar.
Mas, as nossas orações estão em taças de ouro! Ap 5.8
E nós, os que cremos, somos sacerdotes que reinam. Ap 5.10
E sacerdotes reinam por meio da oração.

Abraão teve atendida uma oração que não conseguiu verbalizar.
Porque Abraão, orando por Sodoma, pediu que, se encontrasse 10 justos, Deus poupasse as cidades, mas os anjos não encontraram tal contingente. Gn 18.16-33
Abraão, ao orar, lembrava-se de Ló, e Deus salvou Ló, por lembrar de Abraão. Gn 19.29

Moisés ordenou que o povo de Israel lutasse com os amalequitas, porque atacaram a Israel.
Arão e Hur perceberam que era pela oração de Moisés que a batalha era ganha, e sustentaram as suas mãos até Amaleque ser desbaratada. Ex 17.9-13
Josué orou e Deus deteve o movimento do Universo” Jo 10.6-15

“Não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, tendo o Senhor, assim atendido à voz de um homem; porque o Senhor pelejava por Israel.” Jo 10.14
Ana, movida pela aflição e pelo excesso de ansiedade orou por um filho.
Eli, o Sumo Sacerdote,  que 1º a julgou embriagada, quando a compreendeu, a abençoou.

E Deus lhe concedeu um filho, Samuel, porque lembrou-se dela. 1Sm 1.10-20
Um anjo lutou 21 dias contra as potestades da Pérsia para atender a oração de Daniel.
Porque, disse o anjo: “foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Dn 10.10-14
Jesus, a pedido, fez um milagre antes da hora (v4), para manter um estado de festa. Jo 2. 1-11

Jesus atendeu a uma mulher antes do tempo. Mc 7.24-30
Jesus incitou a pedir para Deus permitir que o inevitável aconteça em tempo onde mais gente possa se salvar. Mt 24.20
Jesus disse que se um juiz iníquo pode vir a atender a um clamor, quanto mais Deus que é justo. Lc 18.1-8
Por princípio e definição todo desejo de orar é ímpeto para Deus.

Paulo orou contra o que havia visto e admoestado (At 27.21-24) e Deus salvou a todos que estavam em estado de morte certa. At 27.9-26
Deus só faz o que quer, e tem de ser assim, porque o melhor é sempre o que Deus quer; mas vale a pena orar porque o querer de Deus é mais extenso, abrangente e inclusivo do que qualquer ser humano é capaz de imaginar!

Vi lá no:
Iconoclastas do Evangelho