Páginas

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Abaixo a procrastinação!

Por André Sanchez

Você é um procrastinador? Procrastinar significa adiar, demorar, delongar. Em outras palavras, é “empurrar com a barriga” e ir adiando aquilo que precisa ser feito. É como aquele reparo que você precisa fazer no carro, ou em casa, mas vai adiando, enrolando, e acaba por se passar muito tempo. As coisas ficam estagnadas ou regridem para uma situação pior.

Foi o que o autor da carta aos hebreus observou na vida de algumas pessoas: “Depois de tanto tempo, vocês já deviam ser mestres, mas ainda precisam de alguém que lhes ensine as primeiras lições dos ensinamentos de Deus. Em vez de alimento sólido, vocês ainda precisam de leite.” (Hb 5. 12 - NTLH). Essas pessoas eram procrastinadoras. Durante o tempo decorrido, [suficiente para uma grande evolução], escolheram adiar as coisas, enrolar, delongar.

É impressionante a consciência que temos daquilo que devemos fazer. Creio que quase cem por cento das pessoas sabem que devem cultivar um relacionamento com Deus, orar, ler a Bíblia, ajudar o próximo, evangelizar... crescer espiritualmente! Mais impressionante ainda é que estas mesmas pessoas vão procrastinando estas ações e acabam, com o tempo, não evoluindo nada em suas vidas.

Desculpas para adiarmos o nosso crescimento espiritual e procrastinar achamos aos montes: muitas atividades, falta de tempo, tenho coisas mais urgentes a fazer, medo, preguiça, estar em pecado, ter vergonha de Deus, falta de vontade, só quando for mais velho, amanhã eu faço, amanhã eu começo, amanhã eu acabo, não consigo, não posso agora...

Grandes questões precisam ser refletidas sobre esse assunto: até quando vamos procrastinar aquilo que Jesus mandou que fosse prioridade em nossa vida? “Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer...” (Mt 6. 33 – NTLH). Até quando vamos valorizar mais os tesouros do mundo e desvalorizar os tesouros de Deus? Até quando vamos ser criancinhas quando já deveríamos ser mestres?

Sempre que invertemos as prioridades dadas por Deus [para o nosso bem], andando na direção oposta a vontade Dele ou procrastinando aquilo que é nossa responsabilidade fazer, acabamos por, mais cedo ou mais tarde, sofrer as consequências. Por isso:

Abaixo a procrastinação!