Páginas

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Livra-me das normais

Normais levantam, reclamam, vestem, irritam-se, xingam e cumprimentam sempre da mesma forma.
Dão as mesmas respostas para os mesmos problemas. 
Tem o mesmo humor no serviço e em casa.
Petrificam sorrisos no rosto, dão presentes sempre nas mesmas datas.
 
Enfim, tem uma vida estafante e previsível. Fonte para vazios e enfados.
Normais não surpreendem, não encantam.
Deus, livra-me dos normais.
Augusto Cury

      Vi lá no: Literatura Fascinante