Páginas

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Difícil


Está sendo tão difícil.
Antes de saber que era ele, eu já o amava.
Porque disse em meu coração que o amaria para sempre.
Quando ele chegou, entreguei meu coração, por completo, sem medida, sem reservas
Para sempre.
Nunca nenhum outro me tocou, nunca com nenhum outro me deitei.
Só ele me conhece.
Como abrir mão?
Abandono, traição, ficaram pequenos diante da perspectiva de abrir mão dele.
Eu ficaria sozinha, sem parte mim
Eu me entreguei a ele
Serei dele para sempre, mesmo que ele não me queira.
Não importo com opinião de ninguém
Quanto a isso sou totalmente egoísta
Só penso em mim e em o quero.
E quero ele, sempre.

Mas ele não quer, não me quer.
Mas sou teimosa, ainda quero.
Quero sempre
Às vezes penso que odiar faz menos mal ao coração que amar


Catharyna Lima