Páginas

sábado, 28 de novembro de 2015

Fragmentados

Livro: Fragmentados
Autor: Neal Shusterman
320 páginas
5 estrelas

Um livro tenso, não pela leitura, mas pelo carrega em si - a fragmentação. É uma coisa forte e doida (e doída) de se pensar, aliás essa foi a minha dificuldade na leitura, uma mistura em acabar logo com medo de avançar na leitura. Não ter ideia do que o autor reservou para final, causou em mim uma sensação estranha.
Uma coisa que senti falta foi uma melhor construção do protagonista. O autor fala que ele (no caso o Connor) se envolvia em muitas brigas, as quais não foram narradas. O personagem foi criado com palavras e não com circunstâncias descritas. Não vi o personagem que ele criou se formar, mas tive que me resignar e aceitar. Tudo bem, sou boazinha! Tá bom… é um personagem forte e fácil da gente gostar.
É livro um que a respiração fica curta, e, por incrível que pareça, senti pena do “bandido”, mas já vai tarde!! (Ops!)
Super recomendo!


Sinopse:
Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .
Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.
O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.

        Pode ler sem medo, ops!
        Bjoo