Páginas

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Golem e o Gênio, uma fábula eterna

Livro: Golem e o Gênio, uma fábula eterna
Autor: Helene Wecker
528 páginas
3 estrelas

Não é uma leitura rápida (é outra que usa palavras demais), pois contém muitos detalhes e situações que precisam ser assimiladas. Mas é um livro que nos prende, bem… pelo menos boa parte dele, tá bom, depois da metade fica melhor.

Golem é uma criação e Djim é um espírito preso em um corpo.
Ela feita de barro e ele feito de fogo.
Ela foi criada para ser submissa, ele nascido para liberdade.
Ela de cultura judia e ele de cultura árabe.
(Ai meu pai... e querem juntar os dois?????)

Não é um livro de melação romântica (aliás não tem um carinho, muito menos um beijo! Quem tem medo de Cinquenta Tons de Cinza vai amar esse), nem passa perto disso e tão pouco um livro de fantasia tradicional, então o que é? Sei lá! Um livro que contém um romance entre linhas e magia escondida na manga hehehehehe… acho que é mais ou menos isso.

É um livro bom, vale a leitura, mas eu mudaria o nome desse livro, deveria se chamar Duas Criaturas em Nova York, faria mais sentido.
O final do livro eu não gostei muito


Sinopse:
Chava é uma golem, criatura feita de barro, trazida à vida por um estranho rabino envolvido com os estudos alquímicos da Cabala. Ahmad é um gênio, ser feito de fogo, nascido no deserto sírio, preso em uma antiga garrafa de cobre por um beduíno, séculos atrás. Atraídos pelo destino à parte mais pobre de uma Manhattan construída por imigrantes, Ahmad e Chava se tornam improváveis amigos e companheiros de alma, desafiando suas naturezas opostas. Até a noite em que um terrível incidente os separa. Mas uma poderosa ameaça vai reuni-los novamente, colocando em risco suas existências e obrigando-os a fazer uma escolha definitiva.

Bjoo