Páginas

sábado, 21 de novembro de 2015

O Espadachim de Carvão

Livro: O Espadachim de Carvão
Autor: Affonso Solano
256 páginas
2,5 estrelas

O autor cria um universo novo, cheio de criaturas estranhas, incluindo o protagonista, com nomes que foi preciso imaginação para criar (ou a falta dela, ainda não sei). Muita informação para poucas páginas, acho que nisso o Affonso pecou.
A ideia é excelente, mas tudo é muito compactado, muitos personagens com nomes ruins até de ler, que dirá memorizar, bem, esse pode ser um problema também devido a minha idade avançada (ai meu pai!!).
O que achei interessante é que o protagonista vai descobrindo as “coisas” junto com a gente, aliás o protagonista é mais que fera nas espadas, mas é de uma inocência doce, a gente cria empatia por ele.

O livro era para ser de leitura corrida, mas requer atenção para o montante de informação. Achei cansativo. Mas não é um livro ruim não, também não é aquelas maravilhas! Tem mais, até recomendo.

Sinopse:
Filho de um dos quatro deuses de Kurgala, Adapak vive com o pai em sua ilha sagrada, afastada e adorada pelas diferentes espécies do mundo. Lá, o jovem de pele absolutamente negra e olhos brancos cresceu com todo o conhecimento divino a seu dispor, mas consciente de que nunca poderia deixar sua morada.
Ao completar dezenove anos, no entanto, isso muda.

Testemunhando a ilha ser invadida por um misterioso grupo de assassinos, Adapak se vê forçado a fugir pela vida e se expor aos olhos do mundo pela primeira vez, aplicando seus conhecimentos e uma exótica técnica de combate na busca pela identidade daqueles que desejam a morte dos Deuses de Kurgala.

Pode ler sem medo, mas prepare a memória e a criatividade!
Bjoo