Páginas

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

PHpoemaday


Para quem gosta de escrevinhar umas palavrinhas que nem eu. 
Abaixo deixo um pouco mais sobre os temas diários, já começou, mas ainda dá tempo de participar e aproveitar dos textos de outros participantes, que aliás, é um deleite!
Um tema por dia
Clique na imagem  ou AQUI e terá mais informação


UM POUCO MAIS SOBRE OS TÓPICOS DESSE MÊS

Cada tópico pode ser interpretado da forma que você achar melhor, por isso não se prenda a nenhuma regra e faça da forma que te der mais inspiração. Abaixo eu falo um pouco sobre o que EU pensei na hora de criar cada tópico, mas como eu disse você não precisa se prender a nada disso.

1. O pronome: Sempre gosto de temas que conversem com a metalinguagem ou proponham desafios mais gramaticais: um poema feito só com pronomes (possessivos, demonstrativos, relativos...) ou outra possibilidade em torno desse tipo de palavra. Ao mesmo tempo, sei que vocês adoram temas que dê para falar sobre si (quem não ama falar sobre si mesmo?). Ainda mais no início do mês, esse tema pode ser a desculpa pra vocês se apresentarem e falar sobre os pronomes que possuem.

2. A apatia: Esse foi um tema sugerido, mas super me identifiquei! A apatia é uma emoção tão peculiar e dá pra compor universos tão poéticos! Pode ser uma personagem apática, um cenário apático, um poema apático... A liberdade é de vocês.

3. O plural majestático: Mais um tema que pensei para desafios linguísticos! Pra quem não sabe, o plural majestático ocorre quando uma pessoa fala ou escreve sobre si mesma usando o plural (nós) ao invés do singular (eu). Ele é super mega comum em trabalhos acadêmicos como artigos e monografias e eu sou a usuária e defensora número um desse tipo de plural. A razão dele se chamar assim "majestático", é porque seu emprego é muito comum pelas Majestades (reis, rainhas, etc) mundo afora, então você também pode aproveitar esse tema pra falar sobre a algo relacionado a essas Majestades.

4. A metonímia: A figura de linguagem mais utilizada por todos os falantes desse universo! Que tal escrever um poema só com metonímias? Ou então escolher a sua metonímia favorita e falar sobre ela? Um texto que surja a partir de uma metonímia específica?

5. O Pianista: Super me inspiro a partir de profissões/ocupações instigantes, mas o que é ainda melhor sobre esse tema é que ele também é o título de um filme polaco sensacional sobre a II Guerra Mundial. Logo, você pode escrever sobre qualquer coisa presente no universo desse filme ou focar mais na profissão do pianista, brincar com a musicalidade da poesia...

6. O dó maior: Um dos meus temas favoritos da última edição foi "o Lá Menor", logo o Dó Maior me pareceu a sequência mais digna para essa edição. Não vou falar muito porque quero ver até onde a criatividade de vocês vai em torno dessas duas palavras!

7. A prostituta: Outra profissão/ocupação super forte e que é bastante explorada na nossa literatura. Acho nada mais justo do que ter esse tema no nosso desafio. Podemos falar sobre sexualidade, exploração, miséria, desespero, injustiça, política, respeito... São tantos temas importantes em torno da figura da prostituta, mal vejo a hora de ler o que vocês irão fazer!

8. O Assédio: Depois dos acontecimentos do mês passado em torno da Valentina do Master Chef, do vídeo lacrador da Jout Jout e a campanha #meuprimeiroassédio da Think Olga, eu precisei trazer ele pra cá também. Muito autoexplicativo né? Você pode falar sobre uma experiência de assédio, explorar os diferentes tipos de assédio que existem ou partir das emoções afloradas antes, durante e após um assédio.

9. A desinência verbal: Tantas possibilidades que as desinências verbais (e nominais!) nos permitem! Tão característico da nossa língua portuguesa. Você pode trabalhar algo em torno delas ou brincar com o tanto que essa palavra é sonora e nos lembra de desistência, demência, abstinência HAHAHA

10. O quarto de motel: Cenário sugerido por vocês onde pode acontecer TANTA coisa. Quantas vezes o quarto do motel já não foi cenário de assassinato? Fim de relacionamento? Refúgio para alguém em fulga? Ou simplesmente um lugar onde um viajante passa suas férias?

11. A onça: Todos os meses precisamos de um tema inspirado em algum animal e, me apropriando da reflexão do meu mestre Ariano Suassuna, nada mais brasileiro do que a onça pra ser nossa inspiração de dezembro. Fica por conta de vocês se escolherão a Onça Malhada, Onça Pintada ou qualquer outra onça maravilhosa!

12. A favela: Agora que moro no Rio de Janeiro finalmente tive a oportunidade de conhecer uma favela e entender que realidade tão distante da minha - e ao mesmo tempo tão próxima - há em cada favela. Existe um motivo pra favela ser tema de tantos filmes, livros e música por aí. Nada mais justo do que ser tema da nossa poesia também.

13. As unhas: Partes do corpo instigam minha criatividade. Pode ser um detalhe marcante da sua personagem ou um detalhe menor que ajude a compor o visual completo. Pode dar brecha pra algo mais animalesco ou até compor o cenário da sua história (partes de unhas cortadas).

14. O ipê: Tipos de flores ou árvores são outros temas que não podem faltar nunca pra mim! O ipê foi uma sugestão de vocês e acatei imediatamente. Lembrando que você nunca precisa falar necessariamente da flor, ela pode ser uma "mera" imagem da sua poesia: pode estampar a roupa de alguém, pode vir em forma de cheiro, pode estar na cor dos cabelos, pode enfeitar uma metáfora como ninguém!

15. O precipício: Uma imagem poderosa que é o abismo. Que nos faz questionar o que existe depois do precipício... O que será que ele guarda lá no fundo?  Será que eu pulo? Ou jogo outra pessoa antes pra testar? Ótima metáfora pra tantas coisas mais profundas que nem sei mais o que dizer!

16. A beleza: Estava escutando "Que Beleza" do Tim Maia quando escolhi esse tema. Algo tão subjetivo, tão relativo e ao mesmo tempo tão relevante e debatido. (E imposto). Falem sobre a beleza de alguém, sobre o que é belo pra vocês, sobre o que tantas pessoas buscam e sobre o que tantos escritores tem falado nesses tantos anos.

17. A presa: Tema dado por vocês! Podemos falar sobre a prisioneira que temos, sobre sermos prisioneira de alguém, sobre a presa que vira comida do animal ou até sobre as presas cobiçadas dos elefantes (os caninos dos animais).

18. A tocha: O fogo é sempre uma boa pedida, mas em ritmo de Olimpíadas Rio 2016 a gente precisa focar na tocha né? HAHA Tema sugerido por vocês, pode servir como gancho pra escrevermos sobre uma Era passada, uma comunidade étnica isolada, um apagão (?) ou o que mais a tocha representar pra você.

19. O sueco: Sugeriram "outro idioma" como tema e escolhi o sueco por ser tanto outro idioma quanto outra nacionalidade. E tão diferente da nossa! Se você não sabe nada sobre sueco vale inventar e criar um personagem que é um sueco para você. Se inspire no "estrangeiro" da coisa.

20. O incenso: Precisamos de mais temas inspirados em cheiros. E o incenso é tão característico né? Pode falar de uma taróloga, cartomante, sessão espírita, aula de ioga... Qualquer lugar onde o cheio do incenso te levar!

21. O tsunami: Adoro falar sobre fenômenos da natureza que simbolizam tanta força, revolta e destruição. Terremotos, furacões e tsunamis! Pode ser metáfora pra tantas coisas e cenário de tantas histórias!

22. A miscigenação: Aqui é Brasil! Miscigenação de etnias, de música, de línguas, de comidas. Pode escolher a miscigenação preferida e escrever sobre o tema!

23. A pansexualidade: Foi uma sugestão dada que eu adorei, porque é muito importante estampar os temas do PH poemaday com as mais variadas representações de diversidade. Se você não sabe muita coisa sobre a pansexualidade, essa é uma ótima oportunidade para pesquisar mais sobre o assunto e deixar sua imaginação fluir em volta do tema (mas sem disseminar estereótipos por aí, ok? Aqui é literatura com comprometimento social!).

24. A Morte Anunciada: Toda edição me inspiro numa obra literária para um dos temas e nesse mês foi a vez de Crônica de uma Morte Anunciada, do Gabriel Gárcia Márquez. É uma leitura mega rápida (realmente se trata de uma crônica e não de um romance) que super indico que vocês façam caso nunca tenham lido a obra. Quem não leu, obviamente pode partir desse pressuposto de "morte anunciada" pra criar a poesia que quiser, mas quem já leu pode escrever sobre qualquer outro tema dentro dessa obra maravilhosa. (Escolhi pro dia 24 também pra brincar com a data do nascimento de Jesus, que já nasceu com seu destino traçado e "sua morte anunciada" OLHA QUE INCRÍVEL)

25 Os sinos: Foi a primeira imagem que surgiu na minha cabeça na hora de pensar num tema que casasse com o Natal. Quem quiser falar sobre esse dia pode fazer isso a partir dos sinos e aqueles que não gostam do Natal e não tem interesse em falar sobre isso, aproveitem as outras milhões de conotações que os sinos possuem e se divirtam!

26. A lama: Não tenho costume de escrever sobre imagens mais "sujas", mas é uma excelente imagem pra começar. Sugestão de vocês!

27. O oco: Outra sugestão de vocês que também me remete a uma imagem mais "negativa". O vazio, o burro, algumas árvores da natureza. A oca. O coco. A coca. rs

28. A conquista: Pros apaixonados desse projeto, está faltando temas para falar sobre amor esse mês? Hoje é seu dia! E, claro, você sempre pode se inspirar em outros tipos de conquistas que nada tenham a ver com romance.

29. A depressão: Um sentimento muito forte do qual muitas pessoas jamais conseguem se recuperar. Ou simplesmente um tipo específico de relevo geográfico.

30. Um tema passado: A ideia para esse tema partiu do princípio de que já foram usados TANTOS temas incríveis nas edições anteriores que dá uma dó danada de não repetir nenhum. Nesse dia você pode voltar nas 3 listas de temas anteriores e escolher o que mais te interessou. Ou você pode  simplesmente aproveitar que o ano chegou ao seu fim para olhar para "um tema passado" ocorrido ao longo de 2015.

31. O dourado e o branco: Novamente foi a primeira imagem que surgiu quando pensei no ano novo. Decoração branca e dourada, calcinhas brancas, todas suas tias vestidas de dourado. E ao mesmo tempo tantas outras possibilidades com essas duas cores! Escreva sobre aquilo que  essas cores mais te despertam.


Quem sabe a gente se vê por lá!
Já postei meus 3 textos lá

Bjoo