Páginas

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

À Flor Da Pele

Livro: À Flor Da Pele - À Flor Da Pele # 1
Autor: Helena Hunting
336 páginas
Suma de Letras
3,7 estrelas

Sinopse:
Tudo na tímida Tenley Page intriga o tatuador Hayden Stryker de um modo que ninguém jamais conseguiu: do cabelo longo e esvoaçante com aroma de baunilha até a curva suave do quadril... E o interesse dele só aumenta quando ela pede que ele tatue um desenho incomum em suas costas.
Com seu jeito durão, Hayden é tudo que Tenley nunca se atreveu a desejar. A química entre os dois é instantânea e desperta nela o desejo de explorar o corpo escultural que há por baixo de tantas tatuagens. Traumatizada por um passado trágico, Tenley vê em Hayden a chance de um recomeço. No entanto, o que ela não sabe é que ele também tem segredos que o impedem de manter um relacionamento por muito tempo.
Quando os dois mergulham em uma relação excitante e enfim passam a confiar um no outro, lembranças e problemas batem à porta — e talvez nem mesmo a paixão entre eles seja capaz de fazê-los superar seus traumas.


A escrita Helena Hunting é tranquila, clara e flui muito bem, tornando a leitura rápida e prazerosa. Narrado na primeira pessoa pelos protagonistas Hayden e Tenley, o que tenho percebido ser minha preferência. Assim podemos ter mais proximidade com o personagem, não que seja regra. Apesar da alternância de personagem na narração, Hunting liga um capítulo ao outro, sem que nada se perca.
Logo no início eu já “ri”, foi quando Hayden pensa: “Os cabelos de Tenley esvoaçaram quando ela se virou. O aroma de baunilha se dissipou quando ela virou a esquina, deixando um cheiro de cupcakes no ar.” Fico tentando imaginar se algum homem na face da terra faz isso quando uma mulher vira as costas, sem ser cego, claro! Hehehehe… mas não ligo, gosto de ser enganada.
Com o desenrolar da história vamos descobrindo que os dois trazem traumas de um passado triste e doloroso. Os dois querendo deixar para atrás as dores, fugir.
É gostoso forma como eles vão se aproximando, diálogos meio atrapalhado, sem aquela atração fatal e cama quase na mesma hora. Aqui a autora foi mais racional e delicada. Gosto como Hayden vai se expondo aos poucos. Gosto mais quando a narrativa é dele, ele é mais intenso e envolvente. Gente!! Descobri o que é apadravya, mas não tenho um conceito formado a respeito, ainda. Acho que fiquei curiosa, depois do desconforto na busca no google hehehehehehe… vivendo e aprendendo! Mas voltando… (Hayden me distrai) é incrível como a personalidade de Hayden e Tenley são diferentes na escrita de Helena Hunting, é como se fossem duas pessoas escrevendo o livro. Deve ter dado trabalho a ela, por ter que se desligar de um para poder ligá-los. Quem ler entenderá do que falo.
E como não podia deixar de ser, ou poderia, tem aquele clichê de esconder segredos um do outro, até que outro descobre na hora “errada”. Com isso a coisa complica e o final é… daquele que você vira a página, pega a última folha e fica esfregando na ponta para ver ser a última folha não está grudada e tem uma outra última folha. Aí bate um vazio e dá vontade de falar um palavrão na falta de argumento melhor para maldade da autora com o leitor. Agora é amargar até o próximo livro, cara… (piiiiiiiiiiiiiiiii).
Recomendo a leitura, é uma história de amor bonita e envolvente.
Bjoo
P.S.: Tem em ebook, Doce Tatuagem, que acontece antes deles se conhecerem, o que eu considerei uma bobagem e totalmente dispensável, por isso nem vou comentar (mais hehehehe).

Parece que já tem o segundo livro da série, Marcados Para Sempre, lançado este mês. Eu acho que vale a pena continuar a leitura.

Hayden é apaixonado por cupcake