Páginas

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Fangirl

Livro: Fangirl
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
424 páginas
3 estrelas

Sinopse:
Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.
Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real.
Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto.
Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.
Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?


Narrada na terceira pessoa, a história começa no primeiro dia de faculdade de Cath, que a primeira vista demonstra ser insegura e imatura.
A escrita de Rainbow Rowell é gostosa e leve. Apesar de ler, ler e nada acontecer, a gente continua na leitura, porque sabemos, ou, pelo menos, temos forte esperança de que algo vá acontecer. O que não gostei mesmo são as histórias criadas por Cath, toma boa parte do tempo e são chatas.
E a gente continua a leitura, já mais da metade do livro e nada, nada acontece. Só confirmamos que Cath é muito chata, problemática e nada carismática. O contrário de Levi, que é ex-namorado de sua colega de quarto, a Reagan, e que passa ser seu namorado. Levi é um amorzinho, a melhor coisa do livro. Esse livro deveria ter sido na primeira pessoa, narrado por ele.
Até a metade do livro não acontece nada. Nem depois hehehehe… Não tem aventura, não tem drama, não tem suspense, não tem terror, não tem uma história de amor, não tem crime, nem revelações. Um livro que não tem nada, mas você lê ele todinho, impressionante.
Vou procurar um livro que me dê o que falar.
Bjoo