Páginas

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Os Segredos de Emma Corrigan

Livro: Os Segredos de Emma Corrigan
Autor: Sophie Kinsella
Editora Record
384 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida?

Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.
Logo de início a gente já pode observar que Emma não é muito “certa do juízo”. Conforme ela vai narrando (está na primeira pessoa, deu para perceber?) os acontecimentos e seus pensamentos, vamos tendo a certeza de que seu juízo é fraco hehehehehe e logo no início a gente já começa a rir, ela é hilária. A escrita de Kinsella é muito boa, a leitura é rápida e divertida, ela distrai a gente que o tempo voa!
Agora a cena dela dentro do avião tendo um surto, um baita pânico e confessando os “podres” dela para o americano do lado dela é pra lá de cômico! Gente, ela é “doidinha da batatinha”.
Depois desse episódio no avião, Jack, o fundador da empresa onde ela trabalha foi fazer um visita, e o “povo” se apavora porque ele é o bam bam bam. Adivinha que é ele? Adivinha se ele a reconhece? Hehehehehe… não tem como não rir. Agora imagine o pânico da Emma quando o vê.
...vai me demitir. Vou ter uma ficha de desonesta e ninguém nunca mais vai me dar emprego, e vou terminar no documentário sobre os 'Piores empregos da Grã-Bretanha', limpando bosta de vaca e dizendo toda alegre: Na verdade não é tão ruim.”
As coisas ficam muito engraçadas. Definitivamente, Emma é cativante. Acontece uma reviravolta quando tudo está bem com Emma e Jack, claro. E fico triste com ela quando se sente traída e triste.
O final eu fiquei meio agoniada, as páginas estavam se acabando e a coisa piorando, eita! Mas tudo acabou bonitinho (isso spoiler?).
Ahh recomendo essa delícia de leitura.
Assim cumpri minha meta na Maratona de Carnaval lançado pelo Desafio dos 100 Livros em Um Ano do Blog da Clauo, que aliás, super recomendo: Cinco livros da Sophie Kinsella.

Bjoo


Uma das situações da Emma:

"É noite de Natal, nós estamos trocando presentes, e eu desembrulho uma linda calcinha cor-de-rosa. Tamanho 38. E basicamente tenho duas opções:
A – Confesso a verdade: “Ela é pequena demais, eu sou tipo 42, e, por sinal, não peso 56 quilos.!
Ou...
B - Me enfio nela nem que tenha de usar calçadeiras. "