Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2016

Todo Dia

Livro: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora Galera Record
280 páginas
4 estrelas


Sinopse:
Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.




Esse é o primeiro livro que leio de David Levithan, amei sua escrita, ela tem ritmo e flui de forma suave, mas rápida, ele nos envolve na história que é no mínimo surpreendente.
Uma história narrada na primeira pessoa, por A. História curiosa onde o protagonista todo dia acorda em um corpo diferente. Não importa o sexo, mas a idade é sempre a mesma da dele, 16 anos. Acontece que um dia ele acorda no corpo de Justin e se apaixona por sua namorada, a Rhiannon. E assim começa sua busca por ela, de sempre dar um jeito de voltar a vê-la. Isso provoca uma reviravolta na vida de A, Rhiannon e de algumas vidas a qual ele se “hospeda”.
Eu ficaria doida, odiaria. Não dá para criar vínculos, para começar ou terminar nada. Não se tem amigos, pais, não se tem nada. Sozinho sempre em um corpo diferente, em lugares diferentes. Que horrível!!! “Tô” fora!
Eu gostei do conhecimento adquirido com as experiências e seu amor puro e sincero. Apesar de A ser adolescente, ele não é infantil.


Conhecimento é a única coisa que levo comigo quando vou embora


Quanto ao final eu ainda não sei se gostei, mas recomendo a leitura, é um livro muito bom. Vale até para uma reflexão sobre como vivemos nosso dia, nossa ligação com as outras pessoas.
Pode investir nela leitura.
Até lá!
Bjoo

Em Tempo: Esse é mais um livro que li junto com a Cinderela Débora, do Cinderelas Literárias , você pode ler a resenha dela também, aliás deve. É legal ter mais de uma opinião, descobrir novas visões de um mesmo assunto.

terça-feira, 29 de março de 2016

O Leão Ferido

Livro: O Leão Ferido – Signos do Amor 3
Autor: Mia Sheridan
Editora Arqueiro
240 páginas
3 estrelas

Sinopse:
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as segundas chances que a vida nos dá. 

Leo se apaixonou por Evie quando os dois ainda eram crianças, no lar adotivo temporário em que viviam. No futuro difícil que parecia guardado para ele, a única certeza de seu coração era que nada jamais o afastaria daquela garota. 
Mas, na adolescência, ele foi adotado e teve que se mudar para outra cidade. Durante oito anos eles ficaram afastados contra a vontade e, nesse tempo, Leo precisou superar muitos obstáculos – sobretudo os problemas criados pela mãe adotiva – para se tornar o homem que merecesse Evie e pudesse finalmente buscá-la. 
O reencontro, porém, não foi fácil e Leo teve que se esforçar para se reaproximar de Evie, reconquistar seu amor e, com sua ajuda, deixar para trás toda a tristeza de uma infância de abandono. 
Em O Coração do Leão, Evie narrou seu lado desse romance. Agora, em O Leão Ferido, é a vez de Leo contar tudo o que lhe aconteceu e revelar o desfecho dessa história de amor.


Essa é a mesma história contada por Evie em O Coração do Leão, só que contada por Leo/Jake (humm isso pode ser um spoiler), as coisas que aconteceram com ele e porque ele não voltou como havia prometido a Evie.

Leo/Jake aqui deixa transparecer todo seu amor e fixação por Evie, toda a dor de ter falhado e todos os traumas que o levaram a falhar. Eu particularmente amo a versão masculina nas histórias, descobrir todo amor e desejo que eles carregam dentro de si, a intensidade deles, sem ser meloso, mas verdadeiro, forte. Amo isso.
Apesar de achar que esse livro foi corrido, foram contadas algumas coisas a mais que no O Coração do Leão, como, o lindo pedido de casamento, a solução sobre a violação de Leo/Jake, e um final lindo sobre uma casa de apoio para crianças.
Um final muito lindinho.
É só.
Bjoo

segunda-feira, 28 de março de 2016

O Coração de Leão

Livro: O Coração de Leão – Signos do Amor 2
Autor: Mia Sheridan
Editora Arqueiro
208 páginas
3,5 estrelas

Sinopse:
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as surpresas que a vida nos reserva.
Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre.
Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias.
Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está.
Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás?
Sem dúvida eu gosto como Mia Sheridan escreve, de forma simples, clara e envolvente. Quando você vê, já foi. A leitura simplesmente flui. E essa história agora é narrada pela Evie, com exceção do epílogo que é narrada por Leo, que cresceu em lares adotivos. É inteligente, amorosa, sabe se cuidar e é bonita. Quando estava com 14 anos, teve que se despedir de Leo, seu primeiro amor, que foi adotado, prometeu voltar e não o fez nunca.
Oito anos depois, surge Jake na vida de Evie. Ele foi mandado por Leo, para saber como ela está, pouco antes de morrer. Depois que Jake, lindo, gostoso, maravilhoso, salve, salve! Surge na vida de Evie, as coisas pegam um ritmo rápido, a química rola e aquelas coisas clichê que se encaixavam no coração das românticas.
Eles são muito bonitinhos, apesar de Jake se meio possessivo, mas lindo e gostoso daquele jeito, a gente até releva! Hehehe
Há um segredo que para mim não foi segredo e acredito que para maioria também não será, e que provoca um final bem lindinho. É um livro muito meigo, mas que contém uma certa dose de sofrimento, que a autora deixa fluir bem de leve, mas se a gente pensar bem, o sofrimento deles foi bem grande e pode ser o caso de muitos jovens de verdade.
Eu recomendo essa bela distração.
Bjoo




domingo, 27 de março de 2016

A Voz do Arqueiro

Livro: A Voz do Arqueiro – Signos do Amor 1
Autor: Mia Sheridan
Editora Arqueiro
336 páginas
4 estrelas

Amooo essa capa!
Sinopse:
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A voz do arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor.
Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.

A escrita da Mia Sheridan é tranquila e simples, a leitura flui muito bem e a história de se desenvolve aos poucos e o leitor vai se deixando levar.
Uma história narrada na primeira pessoa por Archer e Bree. Archer começa contar sua história de quando ele era criança e Bree na atualidade. O fato da Bree narrar a história na atualidade, com Archer já adulto, nos intriga, nos deixando curiosos sobre o que aconteceu com ele. O que ficamos sabendo aos poucos, em doses homeopáticas.
E no meio dos segredos, dos sofrimentos, vamos descobrindo um homem lindo, meigo, carinhoso e uma coisa que eu nunca tinha visto na vida, um homem virgem! Já ouviram falar? Pois é! Não sei se é vantagem, mas pelo menos Bree não será comparada com mais ninguém hehhehe (isso pode ser vantagem!).
A história dos dois é muito bonitinha, lógico que tentaram estragar, óbvio, mas eles foram inteligentes e não teve mimimi, isso foi bom e me fez pensar: hummm muito bom, sem frescura! Mas teve um momento de grande susto, cheguei a me encolher e pensar: ai meu Deus, não… hehehehe…
Lembra que eu falei que eles eram inteligentes? Esquece. Mas que burrice que surge quase no final! Não consegui entender, bom, entendi, mas não aceitei hehehehe… De todo jeito, foi bom para os dois, bem, depois que foi bom, o durante é sempre dureza, o leitor que se aguente!
O final eu amei e sorri.
Já estou com saudade do Archer...
Uma delícia de livro, recomendo.
Bjoo


sábado, 26 de março de 2016

Intenso

Livro: Intenso - Caroline e West # 2
Autor: Robin York
Editora Arqueiro
272 páginas
3,5 estrelas

Sinopse:
A vida de West Leavitt foi do céu ao inferno em poucos meses. Ele achava que era possível ter um futuro melhor, mas acabou retornando para os dramas diários de sua família. Agora, em meio a uma tragédia, o rapaz não sabe o que fazer para ajudar Frankie, sua irmã caçula. Quando ele está prestes a desmoronar, só uma pessoa lhe vem à mente: a jovem segura e determinada que ele um dia pensou merecer.
Longe dali, Caroline Piasecki sonha mais uma vez com West: a pele contra o seu corpo, o cheiro dele, a mão deslizando pela sua barriga... Mas sonhos são apenas sonhos. Ela sabe que o ex foi embora e não vai voltar. Por mais doloroso que seja, Caroline precisa se esquecer do tempo que passaram juntos. Até que seu celular toca e um West transtornado está do outro lado da linha. Sem pensar duas vezes, Caroline vai ao seu encontro.
Só que muita coisa mudou desde que eles terminaram. West tenta afastar Caroline de sua vida de todas as maneiras. Ao mesmo tempo, o desejo que sentem um pelo outro parece ter ficado até mais forte no período em que estiveram separados. West ainda sente algo por ela, mas não se considera uma boa companhia para ninguém. Caroline quer estar nos braços de West, mas sabe que deve partir para que ele não sofra.
Nesse embate de emoções, eles precisarão encontrar os próprios caminhos e descobrir: por mais intenso que seja o laço que os une, ainda é possível um recomeço?

 “Vou ler o segundo que é Intenso, que sabe melhora essa bagaça!”, foi assim que terminei o meu comentário sobre o primeiro livro, Profundo, só que a coisa piora (acontecimentos da história). A narrativa continua alternada entre Caroline e West, mas nesse livro, a coisa está uma bagunça e é hora de ficar com raiva do West, cara babaca! Mas passa, passa...
Agora tem a irmãzinha dele para ajudar a bagunça na cabeça dele, ainda tem que arrumar as coisas com a Caroline. Mais uma vez a vida de West dá uma guinada. E o amadurecimento da Caroline é admirável e o do West, mais tarde, também.
O primeiro livro (esse também) fala sobre “vingança pornô”, quando a pessoa divulga imagem de caráter sexual de outra pessoa, com intenção de humilhar, se vingar ou qualquer outra “babaquice” dessa. Esse livro fala de bullying, que é um assunto seríssimo, não se engane, isso pode devastar com a vida de uma pessoa. Fala sobre a pessoa se descobrir, se refazer, se encontrar.
É um livro com pessoas intensas, com temas intensos.
Amei ler e sentirei saudade de West e da Caroline, amei os dois.
Até a próxima!
Bjoo




sexta-feira, 25 de março de 2016

Profundo

Livro: Profundo - Caroline e West # 1
Autor: Robin York
Editora Arqueiro
320 páginas
3,5 estrelas

Sinopse:
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão que a julgam.

Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.

Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.


Caroline narra sua história, e que história! O idiota do ex namorado coloca no YouTube fotos dela nua, não somente nua, mas de… bem… digamos de… de boca cheia, pois é. Muito burra, muito burra, até ela reconhece. Mas o estrago está feito e agora é superar. E é o que ela se dispôs a fazer.
Interessante na narrativa da Caroline é que Robin York expõe tudo, tudo mesmo, do que ela pensa.
Depois é vez de West narrar a história. As coisas para ele foram difíceis desde pequeno e ele teve que lutar. Só que com isso ele não teve muito escrúpulos:
...e se eu tiver que cortar caminho ou desobedecer à lei para chegar aonde preciso, tudo bem. Se precisar trocar sexo por dinheiro e oportunidades, ainda vai ser melhor usar meu pau do que desperdiçar minha vida e perder o meu coração
O gostoso na história deles é que já se gostaram desde o primeiro dia em que se viram na faculdade, só que ela tinha namorado e ele não é “boa coisa”. Um evita o outro e se atraem ao mesmo tempo. Acho bonitinho essa palhaçada toda hehehe
Mas eles realmente são de mundos diferentes, mas nem é isso o que os impede de ficar juntos, é algo que no momento em que eles estão vivendo não tem jeito e eles sabem disso e se você ler o livro, também saberá.
O final… bem, o final é de apertar o coração e você fica dizendo: - não… ah, não… não…
Pois é, é isso. Vou ler o segundo que é Intenso, que sabe melhora essa bagaça!
Bjoo



quinta-feira, 24 de março de 2016

Marcados para sempre

Livro: Marcados para sempre - A Flor da Pele livro 02
Autor: Helena Hunting
Editora Suma de Letras
312 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Depois de perder Tenley, o tatuador Hayden Stryker volta a ser atormentado por seu passado traumático, e suas noites são tumultuadas por pesadelos sobre a morte dos pais. A única maneira que encontra para ficar em paz é indo atrás da mulher que ama. Tenley acha que não merece uma segunda chance, mas precisa deixar de lado toda a culpa que sente, se quiser um futuro com Hayden. Apesar da intensa atração física, os dois têm que lutar para esquecer o passado e reconstruir sua relação, ainda tão frágil. Nesta continuação de À flor da pele, Hayden e Tenley precisam ultrapassar enormes barreiras emocionais e encontrar na vida o mesmo tipo de sintonia perfeita que têm na cama. Marcados para sempre é a emocionante história de dois jovens desesperados para dar e receber amor, mas com medo das marcas que esse tipo de sentimento pode deixar.


O livro continua com a narração na primeira pessoa de Tenley e Hayden. A escrita de Helena Hunting é gostosa, flui muito bem, o que torna a leitura rápida.
Até agora não entendi porque Tenley foi embora com o idiota quase cunhado, Trey, um mistério para mim. Deve ser para dar mais emoção ao livro. Que aliás começa sem graça, com uma briga patética sobre a herança de uma casa.
Tenley é interessante, o que ela é, não “bate” com que ela externa, isso acho que é a intenção dela, que aliás, é uma das coisas que Hayden gosta nela, ele ama o fato dela ser feminina e delicada. No início do livro é mimimi dela, mimimi dele… uma chatice, mas depois melhora. Hayden pode ser meio grosseiro, mas é difícil não gostar dele, ele tem aquele toque de “sou assim porque sou carente”, que mexe com a gente. E eles na hora do sexo?! É diversão, ops! É piercing para tudo que é canto, é aquiiii, é lááá, e a gente fica rindo e imaginando… a Helena Hunting vai descrevendo e a gente vai imaginando, fazer o quê? Não dá para fugir na hora da diversão. Mas é um casal com traumas até a raiz, nessa hora é que eles deixam tudo de fora, é uma conexão legal.


“— Hayden, você é tudo o que eu sempre quis. 
Você é o lugar onde eu quero estar.” (Tenley)

Um casal rodeado de amigos, a autora trabalhou isso bem legal, já que os dois precisavam disso, além de um ao outro.
Gostei muito também de como a autora não deixou nenhuma ponta solta, inclusive “cuidou” do Hayden com carinho. O final é bonito, o amor dos dois é lindo.

Li, me distrai e gostei muito, muito mesmo. Recomendo.
Até a próxima!
Bjoo



quarta-feira, 23 de março de 2016

Trato Feito

Livro: Trato Feito
Autor: Miranda Telles
Uma história do Wattpad
3 estrelas

Um pouco de romance, um pouco de ação, uma gostosa distração.
No Wattpad tem muitas e muitas histórias, muitas pessoas investindo em um sonho de escrever um livro, muitas delas já se deram bem e tiveram seus livros publicados. Acho legal porque é um lugar onde há uma interação entre escritor e leitor, um retorno visível.
Quem sabe um dia eu escreva alguma coisa lá? Quem sabe eu tenha um sonho escondido e não saiba? Imagino eu escrevendo minhas abobrinhas, seria uma baita horta!! hehehhe


Travessia

Livro: Travessia - Matched # 2
Autor: Ally Condie
Editora Suma de Letras
280 páginas
2 estrelas

Sinopse:
Em busca de um futuro que pode não existir e tendo que decidir com quem compartilhá-lo, a jornada de Cassia às Províncias Exteriores em busca de Ky – levado pela Sociedade para uma morte certa –, mas descobre que ele escapou, deixando uma série de pistas pelo caminho.
A busca de Cassia a leva a questionar o que é mais importante para ela, mesmo quando vislumbra um diferente tipo de vida além das fronteiras. Mas, à medida que Cassia tem certeza sobre o seu futuro com Ky, um convite para uma rebelião, uma inesperada traição e uma visita surpresa de Xander – que pode ter a chave para revolta e, ainda, para o coração de Cassia – mudam o jogo mais uma vez. Nada é como o esperado em relação à Sociedade, onde ilusão e traição fazem um caminho ainda mais confuso.



Agora o livro começa com a narração de Ky, interessante conhecer seus pensamentos, mas Cassia também ainda narra a história.
Sem brincadeira, essa menina é uma confusão. Ama um, ama o outro. Não quer soltar um e quer ir atrás do outro. Caramba!
Tem horas que a história também não colabora. Ally Condie se enrola, nada é muito bem explicado, você vai lendo, lendo e observando, esperando aquele momento em que você dirá: ahhh tahhh, entendi! (Nem vi esse momento chegar, devo ter cochilado)
E para mim é um mistério profundo porque ela prefere Ky e não Xander. Será só porque é burra? Tá bom, o amor é uma coisa besta e no coração de adolescente a coisa piora.
E você continua lendo, lendo, pensa na roupa que tem que estender, continua lendo, percebe que está sentindo fome, continua lendo, boceja, opa, aconteceu alguma coisa na história! Ahh não, ainda vai acontecer… e continua lendo, lendo… uma parte é chata, a outra sem graça, ahh isso aqui interessante, agora vai acontecer alguma coisa… e nada!
Cassia vai atrás de Ky e, Ky vai atrás de Cassia, ou seja, desencontro? Nada, nem isso acontece, é história pra você ler sem nada acontecer. O título desse livro deveria ser esse “Sem Nada Acontecer” hehehehehe
Uhuuuuuuuuu acontece uma coisa!! Uma coisa boa ainda por cima. Uauu! Mas é tão rápido e pequeno que nem mais o que foi para dar um spoiler aqui hehehehe…
E o livro acaba… muito chato, que livro chato.
Vou descansar, ler uma abobrinha romântica, depois pego o terceiro e último livro, eu acho, vou ver, estou pensando…
Bjoo



Destino

Livro: Destino - Matched # 1
Autor: Ally Condie
Editora Suma de Letras
240 páginas
2,5 estrelas
Sinopse:
Cassia tem absoluta confiança nas escolhas da Sociedade. Ter o destino definido pelo sistema é um preço pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável, um emprego seguro e a certeza da escolha do companheiro perfeito para se formar uma família.
Ela acaba de completar 17 anos e seu grande dia chegou: o Banquete do Par, o jantar oficial no qual será anunciado o nome de seu companheiro. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander - bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos -, tudo parece bom demais para ser verdade.Quando a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo, o mundo de certezas absolutas que ela conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés.
Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão. Entre a ordem estabelecida e a promessa de um novo mundo.

A escrita de Ally Condie, no início é envolvente, ela transmite uma tranquilidade e vai nos levando a uma expectativa, porque Cassia está completando 17 anos e irá descobrir quem é seu 'par'. O governo quem escolhe os pares, os casais (é ruim heim!), porque nessa época tudo é programado – toque de recolher, trabalho, alimento, namorado... hehehehe… um namorado só, aos 17 anos, escolhido por outra pessoa e aos 21 anos o casamento, vou rir de novo hehehehe… queria ler um onde o casamento é proibido! (Ops, trauma?)
A história é contada na primeira pessoa, por Cassia. E podemos perceber na sua narrativa o quanto eles são programados para aceitar tudo do Governo, tudo que é imposto é recebido com naturalidade, “é assim que as coisas são”, dá uma raiva! Faz lembrar o livro Doador de Memórias da LoisLowry.Lembra, mas não tem nada a ver, por favor, não distorçam! Doador de memórias é bom, já esse aqui...
Achei uma boa frase

Nessa época tudo é programado, cheio de regras, mas uma coisa eu amei: a comida chega pronta todo dia! Já pensou que beleza?
Com essa história de escolha de par, Cassia recebe como par Xander, que por raridade eles já se conhecem desde de pequeno. Cada par recebe um micro cartão com todos os dados do outro par, só que acontece um erro no micro cartão da Cassia e aparece outro rapaz, que por coincidência literária, ela também conhece. A Funcionária responsável pelo Departamento de Pares, conversa com ela explica que foi um erro raro, que está tudo bem e que Xander é seu par. Hummm adivinha? Não consegue? Ahh essa é fácil – ela não tira mais da cabeça o outro cara que apareceu no micro cartão, o Ky, sem vergonha heim!!
E a história continua com aquela tranquilidade do início, mas aí você descobre que a coisa está muito tranquila, a Cassia está chata, nada acontece e você se pega pensando se vai ler o segundo livro. No meio dessa tranquilidade entre os bocejos e tudo, vão surgindo olhares, sentimentos, entre Ky e Cassia. Aí a coisa começa sair do mar da tranquilidade, a Cassia já começa a pensar no Sistema, em como as coisas funcionam e como ela acha que poderia funcionar.
Só que o Sistema lá é “do caramba”! Ainda não “rolou” nada e os Funcionários já estão em cima, eles sabem de tudo, tudo mesmo.
Não dá para falar muito sem soltar spoiler, e isso é coisa que não gosto mesmo. Mas resumindo, o Governo tem tudo sob controle, inclusive faz experiências comportamentais com as pessoas. Apesar de todo esse controle, há algo indicando que tem alguma coisa errada. Cassia já descobriu isso e está disposta a lutar por mudanças.
Agora vou abrir meu coração - eu não trocaria o Xander por Ky de jeito nenhum. Achei ele um amor. A autora não trabalhou tempo suficiente, a meu ver, o romance entre Cassia e Ky. Se bem que, basta dizer que não pode, que a gente logo quer. Vai ver Ally Condie pensou assim.
Já que abri o coração, vou abrir a boca agora, e aviso é meio spoiler, meio spoiler não é spoiler. Tem um lance quanto a escrita que é “mó” furada. Eles mexem em computador, leem, mas não sabem escrever! Kkkkkkkkkkkkkk forçou demais, besteirada!
Achei a leitura muito cansativa, não acontece nada de emocionante, nenhuma ação, nem desperta grandes curiosidades. Quem sabe o segundo volume melhora? Estou de dedos cruzados.
É isso.
Bjoo


P.S.: Escolhi essa trilogia com uma amiguinha, a Débora, do Blog Cinderelas Literárias , que aliás, é um blog recomendo. Apesar dessa trilogia ter sido maior furada, eu perdoo a Débora! Afinal não foi ela quem escreveu hehehehe…
 

terça-feira, 22 de março de 2016

Feita de Fumaça e Osso

Livro: Feita de Fumaça e Osso - Feita de Fumaça e Osso # 1
Autor: Laini Taylor
Editora Intrínseca
384 páginas
3 estrelas


Sinopse:
Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.


Apesar de ser narrada na terceira pessoa (minha preferência é na primeira), a escrita de Laini Taylor é fácil, simples, a leitura flui sem grandes problemas. Mas apesar disso ela optou por ir revelando os fatos aos poucos, no desenrolar da história, no lugar de explicar o que era o quê e para que servia. Achei cansativo. Mas a uma certa altura a gente relaxa e a leitura fica mais interessante (Ufa!).
Bom agora vem aquela hora de abrir o coração, o meu, o que na verdade não é bem o coração, mas a boca grande mesmo hehehehe… voltando… o livro ficou interessante quando apareceu o anjo, meu pai, e que anjo!!! E eu aqui com um mero mortal (Ops! Espero que ele nunca leia isso hehehehe). No entanto, não vou enganar, o anjo some e o livro volta a ser chato, isso porque Karou é chata, sem graça e se pensar bem, é burra!
As melhores partes são quando Akira, o anjo, está em cena. Tem umas cenas de ação legais, é interessante a atração entre Akira e Karou. Mas um lance de um anjo falando em “deuses de luz”, parece que não tem “o deus”, existe um harém onde um “anjão mor” faz um monte de filho para ter soldados… aí avacalhou geral hehehehehe… isso é mais a cara do “coisa ruim”. Mas a história deles é uma mitologia: as quimeras têm sua história e os anjos a deles.
É como falei, onde o anjo está a coisa melhora, falo isso agora lembrando de como Akira foi atrás de Madrigal (Karou) pela primeira vez. O cara é muito… muito… muito ANJO! Hehehehehe… um encontro de coragem louco e lindo!
No final o livro melhora bem, a história de Madrigal e Akira é bonita, bonita e triste, e não termina muito a gosto do leitor, o que faz com que a gente queira ler o segundo livro.
Bem, é isso (estou feliz em terminar! Hehehehe)
Bjoo

domingo, 20 de março de 2016

À Moda Antiga



Hoje eu trouxe um filme lindinho, daqueles água com açúcar que nos fazem rir e a gente não acredita que algo tão bobo e improvável, possa nos fazer rir e suspirar.



À Moda Antiga

Sinopse:
Clay (Rik Swartzwelder) é um rapaz que costumava curtir as festas da fraternidade que frequentava, mas agora já leva uma vida mais tranquila. Ele conhece a bela Amber (Elizabeth Roberts), uma moça de espírito livre, e os dois se veem diante de um dilema: Será possível manter um namoro à moda antiga nos Estados Unidos dos dias atuais?

Fonte: Adoro Cinema




Para distrair e divertir.
Amei e recomendo para as românticas sonhadoras.



quarta-feira, 16 de março de 2016

Volta Para Mim

Livro: Volta Para Mim
Autor: Mila Gray
Editora Arqueiro
272 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Kit Ryan está de volta à sua amada Califórnia, de folga do serviço militar. Conquistador inveterado, ele só quer aproveitar as quatro semanas livres antes de retornar ao trabalho, mas se vê atraído pela irmã de Riley, seu melhor amigo. Há tempos Jessa Kingsley chama sua atenção, porém a família superprotetora dela sempre foi um obstáculo.
Desta vez, contudo, Kit desiste de lutar contra os próprios sentimentos e logo Jessa se rende ao seu charme. O que começa apenas como um romance de verão rapidamente se torna um relacionamento apaixonado.
Quando chega a hora de Kit voltar ao serviço com Riley, nem ele nem Jessa estão prontos para se despedir. Ela enfim está seguindo os seus sonhos e ele descobriu alguém por quem sacrificaria tudo. Jessa promete esperá-lo e Kit garante que voltará para ela. Não importa o que aconteça.
Mas então uma visita inesperada traz uma notícia trágica: uma das pessoas que ela mais ama morreu.



O livro já começa com uma cena tensa e a angustia de um suspense, que o leitor terá que suportar no desenrolar da história que é narrada por Jessa e Kit.
Kit e Riley são militares, que estão de dispensa por somente um mês. Jessa tem um pai e irmão, o Riley, superprotetores, sem contar que o pai não gosta do Kit e é uma besta (desculpa). Mas Jessa e Kit (que é lindo e gostoso salve, salve!) estão apaixonados já faz um tempinho. Kit sabe que o “negócio” não vai ser fácil, mas acredita que Jessa vale a pena arriscar.
Existe um segredo (que novidade…) entre os pais de Kit e Jessa, por isso o pai de Jessa não gosta nem do filho, nem do pai.
A forma como Mila Gray escreve, torna a história gostosa, envolvente e a leitura flui. É um livro que cativa e os personagens são apaixonantes.

E Kit e Riley têm que voltar para a missão, só que agora é no Afeganistão. Como era de se esperar a coisa fica feia e nosso coração se desfaz. A autora trabalha bem o suspense e a tensão no leitor. E as coisas pioram, lógico, sempre pode piorar né? Kit surta, surta de verdade. Jessa fica perdida, tudo fica perdido e uma porcaria, para eles, não a história. Há um momento de verdadeira desolação na história e o leitor fica com o coração apertado.
Há surpresas e caminhos desviando do rumo certo. Mas no final… ahhhh o final é lindinho demais! Queria até dar uma beijinho na autora hehehehe
Achei uma delícia de ler, me apaixonei pelo Kit e gostei a Jessa. Um romance gostoso para embalar o coração. Recomendo.
Bjoo