Páginas

quarta-feira, 2 de março de 2016

O Projeto Rosie

Livro: O Projeto Rosie
Autor: Graeme Simsion
Editora Record
320 páginas
3,5 estrelas

Sinopse:
Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.
Exceto as mulheres.
Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva.
Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.
O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.


Don Tillman é personagem muito interessante, faz lembrar Temperance de Bones, racional e literal, isso traz certo humor a leitura, ainda mais que a história sendo narrada por ele, então, acompanhar seus pensamentos é de certa forma prazeroso hehehehe…


“— Porra, Don, você violou as regras! Desde quando você quebra alguma regra?
... Eu respeito as regras. Mas... No dia em que Rosie entrou na minha sala ...

E tudo isso por causa de uma mulher? — perguntou Gene.
— Ao que parece, sim. É completamente irracional. — Eu me sentia envergonhado.  

Não há como negar que é um livro divertido sem você dar risadas. Um livro em que se observa o personagem sem sentimento e metódico, descobrindo o amor. Chega a ser meigo. A forma como ele vai se modificando, se reconhecendo e buscando as mudanças necessárias para ser o que realmente quer ser, para conquistar o que quer ter.

Graeme Simsion escreveu muito bem essa história, nos envolvendo com uma escrita fluida e convidativa. Uma excelente distração, recomendo.
Bjoo