Páginas

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Despedida de Solteira: Amande

Livro: Despedida de Solteira: Amande - Despedida de Solteira # 1
Autor: Mila Wander
Editora Qualis
330 páginas
2 estrelas


Sinopse:
"Amande estava com tudo pronto para o seu casamento: buffet completo, salão de festa, garçons, fotógrafos, igreja, iluminação, filmagem, cerimonial, decoração, convites, vestido, maquiagem, depilação... Ela tinha absolutamente tudo sob controle. Ou melhor, quase tudo... Sequer havia cogitado uma despedida de solteira! Guiada pelas suas amigas - e madrinhas -, Amande descobrirá que nem tudo acontece como o planejado."
"Caleb é um garoto de programa pronto para mais um trabalho; proporcionar diversão e entretenimento na despedida de solteira de Amande, uma mulher organizada, viciada em limpeza e planejamento. O que Caleb não sabe é que um simples serviço pode mudar a sua vida para sempre..."



A história é narrada por Amande, uma chata de galocha, digo isso porque ela mesmo afirma, só que em outras palavras, como: metódica, organizada ao extremo, politicamente correta(aff), com 27 anos e cabeça de 60 anos. (Misericórdia!!)
E depois de 9 anos de namoro, ela vai casar, mas antes as amigas preparam uma despedida de solteira. Um final de semana inteiro, em um lugar afastado cheio de homens lindos, sarados, educados, e, todos garotos de programa.
Até pensei que seria uma versão de Uma Linda Mulher, só que seria Um Lindo Homem hehehehe… mas não tem nada a ver. No meu entender, é somente uma mulher que abandonou seus valores, amor próprio e virou uma traidora de marca maior, que não pensou no outro e cuspiu feio no prato que comeu. Se já não gostava dela, agora então…
Putz, fiquei brava com Amande, coisa que acho difícil de aceitar é a tal da traição, acho mais fácil perdoar quem quis me matar a facada e comer meu coração comigo ainda viva, do que uma traição. Mas de todo jeito, é só um livro, então, continuei a leitura. A vida dela depois que conhece Caleb na tal despedida de solteira, vira de cabeça para cima (e eu acho é pouco!).
Agora é duro você acreditar em um garoto de programa que conhece uma mulher no “trabalho” e em uma semana está dizendo que ama e que ela o amor da vida dele. É forçar demais, não tenho paciência. Mesmo assim terminei o livro.
O desfecho foi o esperado, a autora trabalhou legal um suspense, mas estragou no finalzinho com coisas dispensáveis.
É isso aí!
Bjoo