Páginas

sábado, 9 de abril de 2016

Half Bad

Livro: Half Bad - Half Bad#1
Autor: Sally Green
Editora Intrínseca
304 páginas
4 estrelas


Sinopse:
Nathan, filho de uma bruxa da Luz com o mais poderoso e cruel bruxo das Sombras. O adolescente vive com a avó e os meios-irmãos e é visto como uma aberração por seus pares. O Conselho dos Bruxos da Luz vê nele uma ameaça, que precisa ser domada ou exterminada. Prestes a completar dezessete anos – época em que todos os bruxos passam por uma cerimônia em que seu dom é finalmente revelado bem, como sua denominação como bruxo da Luz ou das Sombras –, agora Nathan terá que correr contra o tempo para achar o pai, que jamais teve oportunidade de conhecer, e salvar a própria pele.




Achei a escrita de Sally Green estranha, não estranha ruim, só estranha. Isso porque ela escreveu alternando entre primeira e segunda pessoa. E narração na segunda pessoa é estranha.
Sally Green conta a história de Nathan que nasceu onde há os bruxos da Luz, bruxos das Sombras e os félixes (humanos). Os bruxos da Luz e bruxos das Sombras são inimigos, esse é do mal e aquele é do bem, basicamente isso. Não pode misturar, mas foi o que aconteceu com Nathan, ele é meio-código, ou seja, filho de uma bruxa da Luz com um bruxo das Sombras.
E o negócio é: atire, depois pergunte. Nathan só saberá se é da Luz ou das Trevas quando completar 17 anos e passar por um ritual específico e receber sua atribuição, que é o dom, sua magia. Mas antes disso ele é caçado e maltratado. Muito mesmo. Gosto do temperamento dele. Lógico que tem horas que ele não aguenta, mas ele tem um certo humor sarcástico que me agrada. O torna menos vulnerável.
E lógico que tem uma menina na história né! E claro, óbvio que eles não podem ficar juntos! Mas não tem melação nem mimimi.
Tem um tal de Conselho e caçadores, que misericórdia, viu! Bruxos da Luz, mas da luz apagada, tá louco!!!
Um livro excelente, criativo e envolvente. Recomendo.
Que venha o próximo!
Bjoo