Páginas

terça-feira, 12 de abril de 2016

O Amor Não Tem Leis

Livro: O Amor Não Tem Leis - O Amor Não Tem Leis, #1
Autor: Camila Moreira
Editora Suma de Letras
288 páginas
3 estrelas 

Sinopse:
Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista apaixonado pelo que faz. Além do sucesso inquestionável na carreira jurídica, também usufrui do impacto devastador que provoca nas mulheres a sua volta. E com a sua nova estagiária Maria Clara não seria diferente.
Recém-chegada de uma temporada fora do país, quando acompanhou o então namorado e cantor pop Dereck Mayer em turnê pelo mundo, a estudante de Direito está determinada a cumprir as horas de estágio para finalmente ganhar o diploma, nem que para isso tenha de resistir aos hipnotizantes olhos azuis do dr. Ferraz. Assim como o seu chefe, a jovem leva uma vida descompromissada, curtindo o sexo oposto sem romantismo ou grandes demonstrações de afeto.
O amor não tem leis traz a arrebatadora história de um homem e uma mulher que buscam, acima de tudo, o prazer, mas que quando colocados frente a frente terão de aprender a lidar com sentimentos até então desconhecidos para eles. O que esperar desses dois? O amor será capaz de transformá-los?


Quando eu comecei a ler esse livro logo pensei: Vou me divertir com essa bagaça!! E sorri e me diverti.
A sinopse mais fiel que eu já li na vida!
Se você espera ler um romance meloso… sai fora, o negócio aqui “sério” hehehehe Na verdade, nada sério. O vocabulário é de pessoa sem muita classe, apesar deles serem advogados. Curso superior não dá a ninguém requinte, nem educação, pelo que prova esse livro, pelo menos, não na hora da transa mais forte e quente.
Entre palavrões e, me perdoe, muitas fodas, tem uma história, um segredo, a rival, aquelas coisas de romance. Agora o final Camila Moreira caprichou para deixar a gente com raiva. Ela bagunçou tudo que já estava arrumadinho!
Não quero nem saber, tenho ver como termina essa história, então, lerei o segundo e último livro.
Se você não gosta de sexo nem palavrão, fique longe. Não é que eu goste, mas já estou velha demais, não abalou minha moral e nem meus bons costumes.
Bjoo