Páginas

segunda-feira, 9 de maio de 2016

A Thousand Boy Kisses

Livro: A Thousand Boy Kisses (Mil Beijos de Menino)
Autor: Tillie Cole
353 páginas
5 estrelas


Sinopse:
Um beijo dura um instante.
Mas, mil beijos podem durar uma vida.
Um garoto.
Uma garota.
Uma ligação que é forjada em um instante e acarinhada por uma década.
Uma ligação que nem o tempo, nem a distância podem quebrar.
Um vínculo que irá durar para sempre.
Ou, assim eles acreditam.
Quando Rune Kristiansen de 17 anos retorna da Noruega para pacata cidade de Blossom Grove, Geórgia, onde fez amizade com Poppy Litchfield quando criança, ele tem apenas uma coisa em sua mente. Por que a menina que era a metade de sua alma, que prometeu esperar fielmente por seu retorno, cortou-o de sua vida sem uma palavra de explicação?
O coração de Rune foi quebrado há dois anos quando Poppy ficou em silêncio. Quando ele descobrir a verdade, entenderá que a maior dor ainda está por vir.





Narrado por Rune e Poppy, a história começa quando eles ainda são crianças, em como eles se conheceram, aos 5 anos. Três anos depois Poppy passa por uma perda muito triste e daí surgirá a história desse livro A Thousand Boy Kisses (mil beijos de menino). Mil beijos de menino é a nova aventura de sua vida, segundo sua avó. E o primeiro beijo veio de Rune que prometeu que todos os mil seriam dele. E os safadinhos tinham 8 anos!
E o amor e unidade deles é coisa mais fofa, até hora que o pai de Rune é transferido para Noruega. Nessa época eles têm 15 anos, e Rune já mede mais de 1,80m, cabelos loiros compridos, lindo de morrer e de viver. A Poppy sinceramente não sei se ela bonita, mas tem 1,50m, cabelos compridos castanhos e olhos verdes, mas acredito que seja bonita. Rune diz que ela é linda.
Eles se falam todos os dias por 2 meses, quando Rune chega a Noruega. Até que Poppy não liga mais, não retorna, para os e-mails, todos os tipos de contato e vai embora da cidade. Ela silencia e ele não sabe o porquê. Só que depois de 2 anos os dois estão de volta a cidade e voltam a ser vizinhos. Com a diferença que Rune não é nem sombra do menino que era. Hoje ele bebe, fuma e é praticamente um bad boy.
Só que Rune pressiona Poppy para dizer por ela o deixou sozinho, e ela diz. Olha, eu pensei uma coisa bem diferente. E é algo horrível, de cortar o coração e segurar as lágrimas...Aviso, nada de playlist triste nessa hora! (mó furada! A bestona aqui estava ouvindo Hunter Hayes – CD Encore, me dei mal (mas as músicas são lindas, amo esse menino)).
Depois disso o bad boy foi um príncipe encantado cheio de encantos.
Momentos preciosos de disfarces de cisco nos olhos, fungadas fingidas de gripe, lencinhos para falso suor… Ahhh mas não se engane, eu tentei, não deu. Chorei demais. Se alguém leu e não chorou, pode enterrar porque está morto e não sabe.
Quem tem coração fraco não pode nunca ler esse livro.
É um livro lindo com uma história encantadora, escrita de forma leve, simples, clara e objetiva.
Tillie Cole não tem pena, ela tritura seu coração e tira de você o máximo de lágrimas possível.
Vou lá lavar o rosto e colocar umas gotinhas no nariz que ainda está entupido.
Bjoo

Essa é a música de Rune e Poppy