Páginas

terça-feira, 10 de maio de 2016

Na Sua Pele

Livro: Na Sua Pele - Homens Marcados, #1
Autor: Jay Crownover
328 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Quando o tatuador Rule Archer passa, todos os olhares se voltam para ele. O cara é alto, tem o corpo todo desenhado e penetrantes olhos azuis capazes de fazer qualquer garota suspirar. Rule não segue regras. Rule não namora. Ele é do tipo que passa cada noite com uma mulher diferente... um perfeito bad boy. A estudante de medicina Shaw Landon é linda, rica e estudiosa. Ela sempre segue as regras. É o tipo de garota que namora alguém escolhido pelos pais. Mas não é isso o que ela quer. Tudo o que Shaw sempre deseja e sempre desejou é ter Rule Archer. Apesar de se conhecerem há muito tempo, o bad boy nunca havia reparado naquela menina perfeita. Quase ninguém poderia imaginar que os dois formariam um casal. Rule e Shaw são opostos perfeitos. E um relacionamento entre os dois tem tudo para ser explosivo. Na sua pele vai enlouquecer você. Uma história de amor improvável, muitas reviravoltas e cenas picantes. Esse livro marcará você como nenhum outro.




A história já começa com Rule amanhecendo de ressaca com uma menina nua cama que ele nem sabe nome. Eita nós, que príncipe encantado! Hehehehe Só um detalhe, o cara é liiiiiiiindo, gostoso! (Ai meu pai!!!!)
O cara tem a cabeça muito zoada, como ele diz, é rebelde mesmo. Só que tem seus motivos. Há mágoas e traumas provocados em família. É aqui que entra a Shaw, que desde adolescente era apaixonada por ele e ele nunca desconfiou, pelo contrário, implicava com ela, no entanto, ela sempre defendeu ele. Shaw também vem de uma família complicada e encontrou abrigo e proteção com Remy, irmão gêmeo de Rule, e, acabou acolhida pela família Archer, que também não é lá aquelas coisas.
E lógico que as coisas não podem rolar numa boa, tem que complicar, e, complica. Shaw termina o namoro com um zé roela que não aceita. Rule é que ajuda ela. E depois disso eles começam a se envolver. Lógico, claro e óbvio que nada é fácil.
Rule é bad boy, mas um bad boy apaixonado é outra coisa. Gostei muito da Shaw, ela é forte e nem sabe. O romance deles é intenso e bonito. Não tem nada de cenas eróticas de dar calor e deixar a mulherada “suada” e nem a homarada “entumecida”.
Uma leitura fácil e gostosa, quem lê rápido tira de letra numa sentada. Outra coisa que gostei é que a Jay é direta e objetiva, sem bla bla bla e enrolação.
Não é um romance arrebatador, nem suspirante, mas é uma bela distração.
Pois é, foi isso.
Bjoo