Páginas

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Música do Coração

Livro: Música do Coração - Runaway Train # 1
Autor: Katie Ashley
320 páginas
3 estrelas

Sinopse:
Para Abby Renard, o plano era para ser simples, se juntar a banda de seus irmãos na última etapa da sua turnê de verão, e decidir se ela está finalmente pronta para a ribalta, tornando-se o seu quarto membro. É claro que ela nunca imaginou que tropeçar no ônibus de turnê errado na Rock Nation, teria acidentalmente pousado-a na cama de Jake Slater, o notório vocalista mulherengo da Runaway Train. Quando ele a confunde com uma de suas groupies, Abby rapidamente esclarece que ela com certeza não está na sua cama de propósito.
Jake Slater nunca imaginou que o anjo que caiu na sua cama iria resistir a seus encantos, no mesmo instante o deixou de joelhos. Naturalmente, o fato de que ela parece uma menina certinha do coro poderia ser qualquer coisa, menos o tipo dele. Então, ele está mais do que surpreso quando, depois de apostar com Abby que ela não duraria uma semana no seu ônibus de turnê, ela está mais do que disposta a provar que ele estava errado. Com a vida pessoal de Jake implodindo a sua volta, ele encontra uma improvável aliada em Abby. Ele nunca conheceu uma mulher que pudesse conversar, brincar, ou o mais importante fazer música com ela.
Quando a semana começa a chegar ao fim, nem Abby, nem Jake estão prontos para seguir em frente. Pode, uma cantora de Country querida e um bad boy do rocknroll, de verdade, terem um futuro juntos?



A princípio a história parece ser bem bobinha. Abby entra no ônibus errado por causa de uma má informação. Pensando que seus irmãos estão dormindo, porque é com eles que ela deveria embarcar em uma turnê, ela senta na cadeira e dorme. Até que resolve acordar o irmão na cama, só que ela estava no ônibus errado e quem está lá é o Jake. Depois das coisas esclarecidas surge um desafio de Jake, que Abby não conseguiria ficar uma semana no ônibus com sua banda a Runaway Train. E lógico, claro e óbvio que ela aceita o desafio.
Abby foi criada com três irmãos e sendo filha de missionários e não é nada burra e ainda por cima encantou os integrantes da banda com sua voz estilo Adele. Na verdade é divertido vê-la manipular os marmanjões com sua aura de menina boazinha. Ela é “porreta”! E para ser sincera, Jake não no fundo não é lá aquele bad boy estilo Hardin ( After- Anna Todd)
E devagar, na verdade rápido demais para meu gosto, Abby vai alcançando o coração de Jake, que já teve seu coração partido e por isso resolveu fechá-lo para todas as mulheres (nem vou comentar, afff…). Mas ele ainda teve a chance de ser o maior canalha asqueroso, cara que vacilo dele! Tadinha da Abby…
Sério, essa autora viaja legal. Depois de uma canalhice enorme do Jake, o que é de se esperar de um bad boy roqueiro, a Abby perdoa e já está na boca dele a palavra namorar. Tudo isso em 36 horas, fala sério! A menina teria que ser uma bruxa ou fada, e das boas para quebrar um roqueiro em menos de 24 horas. Isso é inocente demais, demais…
Mas não é que o negócio entre eles começa a dar certo?! Bem, até a Abby ceder um pouco e Jake bancar o canalha de novo, ele é bom nisso. Ele surta e faz canalhice. Na hora do surto o cérebro dele se transforma em cocô.
Aí, de novo, outra vez, “again” ele conserta as coisas, só que eles levam um baita susto com a Abby, ela leva uma surra lascada de uma ex ficante revoltada de Jake.
Aí de novo… sério, Jake tem sérios problemas mentais e não tem nada a ver com ser roqueiro, nem traumas passados. Ele surta fácil e magoa a Abby com tanta facilidade que é inacreditável, e o apelido dela faz juz, ela é um Anjo. Eu no lugar dela já tinha metido o pé na bunda dele faz tempo!
O final tem uma parte muito triste e outra bonitinha, mas bobinha.
O livro é bem levinho, chega ser inocente. Nunca que Jake se encaixa no perfil de roqueiro e Abby não é anjo, mas uma santa.
E foi assim.
Bjoo