Páginas

domingo, 26 de junho de 2016

Stripped Raw

*Só um aviso, essa capa não tem nada a ver com o livro.

Livro: Stripped Raw
Autor: Prescott Lane
242 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Kenzie
Quando eu tive a oportunidade de me mudar para a Europa depois da faculdade, eu disse sim. Quando tive a chance de abrir a minha própria linha de lingerie, eu disse sim. E quando a minha meia-irmã foi diagnosticada com câncer e precisava que eu voltasse para casa e ajudá-la a cuidar da sua filha, eu disse sim.
Essa sou eu, Kenzie - a menina do sim! Em todas as áreas da minha vida, menos uma - Amor. Sempre fui a primeira a deixar um relacionamento. Será que vou ser capaz de dizer sim ao amor à Kane - e ser feliz? Ou eu simplesmente vou me desfazer e ser deixada crua?
Kane
Não deixe que Kenzie te engane! Ela é a mestre em se esconder atrás de uma risada e um sorriso. Sendo um advogado, eu prefiro os fatos. Esta história não é tão leve e feliz como a minha menina do sim quer fazer crer. Nenhuma risada pode adoçar o que estamos enfrentando: eu perdi tudo. Eu sei como é ser deixado cru.
Mas às vezes essa é a única maneira de encontrar o amor. Se despir, deixar a outra pessoa ver toda a sua merda e esperar que eles te amem mesmo assim



Tudo começa com Kenzie que será entrevistada ao vivo por um jornalista babaca. Na hora da entrevista Deacon, o tal jornalista, tenta humilhá-la, mas é ela quem o faz e o deixa de boca aberta.
Kane é meio irmão de Deacon e é advogado. A princípio sem se identificar ele procura Kenzie, porque seu irmão quer se desculpar, o que não era bem isso. Kane é lindo e sexy, por isso Kenzie se deixa meio que se levar, já que ela já teve tanto desgosto com namorado e no momento ela só quer odiar os homens e é por isso que ela não aceita muito bem quando Kane revela a ela que ele é de verdade. E ela nem quer escutar e manda os dois para o inferno. Burra mesmo, o cara é lindo, sarado, sexy e rico!! Tá, você pode pensar que eu só penso nisso, mas não é bem assim, eu penso também no que se pode fazer com tudo isso junto, num pacote só!
Ao mesmo tempo em que Kane e Kenzie vão devagar, eles vão rápidos, nem queira entender! Eles se sentem atraídos, mas jogam limpo com sinceridade e o diálogo entre eles é gostoso.
E eu gosto do Kane:


Porque é isso que os homens fazem. Eles saem quando as coisas ficam difíceis.
Eu gosto de coisas difíceis, — diz ele. — Não fujo delas. É o que eu faço, casos difíceis, os juris do tribunal. Eu os ganho.” - Kane e Kenzie.



No meio de tudo corre a história de Tessa, meia-irmã de Kenzie, que está morrendo de câncer e que tem a Zoe, uma bebê de 7 meses e foi abandonada pelo marido porque não quis fazer aborto para fazer quimioterapia. E Tessa é muito legal e a gente chora por ela.
Ainda tem a ex-esposa do Kane, a Lily, foi barra o que eles passaram. Mas ex é ex, e lógico, claro e óbvio que a coisa desanda. Só que ela não é do mal, difícil acreditar né?
E sério, Kane é um amor, totalmente apaixonável. Fiquei com peninha dele quando pediu a Kenzie… humm… acho que não posso falar. Agora, ele dá um vacilo louco, Kenzie pega ele consolando a ex em um momento pra lá de crítico. Aí foi de quebrar as pernas. Como você faz isso Kane lindinho?
A gente vai descobrindo com a leitura que Kenzie é mestre em interpretar as coisas errado, impressionante.
Depois a coisa fica pior na vida de Kenzie, claro; podendo piorar, para que melhorar? Esse é o ditado da maioria dos escritores. Agora, é a vez da luta pela custódia de Zoe. Só que não haverá luta, porque Tessa já decidiu em uma carta deixada para Kenzie.
É um livro gostoso de ler, recheado de coisinhas, mas nada se perde e tudo vai se encaixando. Até mesmo Brandon o marido de Tessa, que a abandonou, nós podemos compreender. E o amor de Kane é lindo.
E foi assim e chegamos ao fim.
Eu recomendo.
Bjoo