Páginas

sexta-feira, 1 de julho de 2016

A Arte de Inventar o Amor


Livro: A Arte de Inventar o Amor
Autor: Kristan Higgins
336 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Grace dominava como ninguém a arte de inventar o namorado perfeito
Ela apenas criava o homem ideal et voilá!, ficava amiga das meninas mais populares da escola Ou suportava ter de trocar o pneu furado em meio a uma nevasca imaginando que recebia a ajuda de um verdadeiro gentleman. Quando ela começa a ser cobrada pela família para encontrar um marido, Grace anuncia em alto e bom som que tem se encontrado com alguém , alguém maravilhoso (completamente ilusório) Mas desta vez ela é convocada a apresentar o novo pretendente em carne e osso. 
Callahan O'Shea, vizinho de Grace, é totalmente o oposto do Senhor Perfeito. Renegado e com um passado que o condena, ele não se encaixa nos devaneios dela. Mas pensando bem, o namorado imaginário bem que poderia ter o corpo de Callahan Ou o senso de humor afiado dele Talvez, quem sabe, a mesma inteligência e coração grande! Uau! Não. Callahan O'Shea não poderia ser seu homem perfeito! Mas uma pergunta deixa Grace inquieta. Se Callahan é tão errado, por que ela sente que tudo se encaixa perfeitamente quando estão juntos?




Narrado na primeira pessoa, ainda bem, por Grace, uma professora do ensino médio que foi abandonada pelo noivo 3 semanas antes do casamento, foi trocada irmã mais nova, a Nat. Enfrenta as cobranças da família por um marido. E ela tenta contornar o melhor que pode, mas está difícil.
Mas o meu coração ficou triste por causa da traíra da irmã, pegar o noivo da irmã? Nem vadia faz isso, ou só vadia? Caraca!!! Podia ter a química que tivesse, mas noivo da irmã é forte demais para minha cabeça.
Hilário é como ela conhece o vizinho, coitado. O cara apanhou, foi preso, e tudo sem ter culpa de nada, e o pedido dela de desculpa foi desastroso tmbém. Momentos engraçados, pra azar dele. Mas a coisa não melhora, todo encontro deles Callahan se dá mal.
Para falar a verdade, Grace é uma encalhada doida para casar. Entrou em um site de relacionamentos e tem um encontro pior que o outro, para nossa diversão e desespero dela hehehehe
Tá, é tudo meio divertido, meio confusão, um monte de mentira e armação, mas o que enrola mesmo para começar é Callahan e Grace. É muita enrolação até chegar os dois. Quando chega a vez dos dois é bonitinho, mas também é uma barra, porque ele tem um passado de alarmar a família dela e o trabalho também.
E quando tudo estava bem as mil maravilhas, o ex noivo (ex - lembra o que eu sempre digo? Coisa do cão!) aparece na casa da Grace, e, Callahan pega os dois. Nem é por isso que gera a crise, o problema é quando Grace fala sobre o que mentiu. Aí a coisa fica feia, o tempo fecha e bye-bye Callahan lindo e gostoso.
E deixa eu desabafar – Andrew é um idiota! E eu amei, amei o “casamento” dele com a Nat, cheguei bater palmas!!
Ahh o bye-bye Callahan lindo e gostoso durou até as irmãs de Grace darem uma forcinha e o final foi muito meigo.
É um livro muito gostoso de ler, sem parte parada, mas não é um livro de ação, não entenda mal. A escrita Kristan Higgins é descontraída, tornando a leitura fluida e prazerosa. Gostei dos personagens, são carismáticos, apesar da família da Grace ser uma confusão. O que atrapalhou é que tive que dormir, senão leria direto. Não tem nada meloso, complicado ou erótico.
Recomendo a leitura.
E foi assim que aconteceu…
Bjoo