Páginas

domingo, 31 de julho de 2016

Casamento Por Conveniência


Livro: Casamento Por Conveniência -  Casamento Bilionário # 1
Autor: Jennifer Probst
240 páginas
2 estrelas


Sinopse:
Um compromisso por interesse chamado de casamento. Desesperada por dinheiro para salvar a casa de sua família, a impulsiva Alexandria McKenzie se entrega a uma última e inusitada tentativa: faz uma simpatia de amor para encontrar um marido. Um marido rico, de preferência. Nicholas Ryan não acredita em amor eterno, casamento e família. No entanto, para que possa herdar as ações de seu tio e se tornar sócio-majoritário da empresa da família, ele deveria atender a um único requisito do testamento: casar-se e manter-se casado por pelo menos um ano. Nick e Alexa possuem muito pouco em comum, apenas o fato de Alexa ser a melhor amiga da irmã de Nick. Mas, movidos por seus interesses, os dois decidem se unir. Um acordo nupcial simples, sem paixão e sem complicações. Esse será o combinado por um ano. Mas a convivência será capaz de fazer nascer algum sentimento entre eles?




Vamos lá, mais um livro para distrair.
Narrado na terceira pessoa, infelizmente, a história fala de Alexa que precisava de dinheiro para a mãe não perder a casa e de Nick, que precisava casar para receber a herança. Não reclama não, a história é essa, é para distrair, então relaxa.
Alexa e Nick já se conheciam da infância, inclusive já se deram uns “pegas”, quando adolescente. Eles fizeram um acordo pré-nupcial e toparam o casamento por 1 ano, sem sexo (affff, tá bom, não vou reclamar). Só que eles, lógico, claro e óbvio, se sentem atraído um pelo outro.
Vou encurtar a conversa porque o livro é curto e parece que foi mastigado, vou tentar explicar: ele não é nada descritivo, tudo é superficial, saltado e rápido. Com isso você não conhece bem os personagens, que dirá gostar deles.
Um livro já tem um argumento bobinho e a autora não conseguiu dar graça, parece um rascunho do livro. Eita será que fui enganada? Li o rascunho? Hehehehehe… Preste atenção na sinopse que é melhor que o livro. Vai por mim.
Que coisa heim!
E foi isso aí.

Bjoo