Páginas

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Louca Por Você


Livro: Louca Por Você -  After Dark # 1
Autor: A. C. Meyer
208 páginas
2 estrelas


Sinopse:
Julie tem dois grandes sonhos: cantar profissionalmente e fazer com que Daniel a enxergue como mulher. Ele é o charmoso dono do badalado bar After Dark e se diz avesso a compromissos, sempre pronto para noitadas casuais. Em uma noite de muito movimento, o estabelecimento se vê sem um vocalista para dar continuidade à programação musical, e Julie é colocada por um dos sócios de Daniel à frente da banda para resolver o problema.
Mas a voz e a presença de palco da nova cantora encantam o público... e também o atraente garanhão. Descontrolado de ciúmes, Daniel está disposto a usar toda a sua autoridade para tirar Julie dos holofotes e dar uma chance ao seu verdadeiro amor. Ele só não contava com as investidas insistentes de Alan, o sexy guitarrista da banda, que resolveu fazer de tudo para conquistar o coração da nossa mocinha.
Será que o sonho de Julie finalmente vai se concretizar com Daniel ou seu verdadeiro príncipe encantado é o guitarrista sensual?



Apesar dos seus 28 anos, Julie nunca assumiu essa identidade, aceitou a forma como Danny a tratava. Danny é filho do casal que cuidou de Julie quando seus pais morreram e ela sempre foi apaixonada por ele.
O sonho e o que ela sabe fazer é cantar, mas Danny que tem um bar nunca a deixou cantar por achar que ela não daria conta da situação(afff). Ele a trata como uma irmãzinha caçula. Só teve um dia em que Danny teve que viajar e surgiu a oportunidade dela cantar no bar. Seus amigos a produziram e ela se surpreendeu com o resultado, pois ela não é daquelas pessoas que se arrumam. Ela se sentiu uma Cinderela, segundo ela. E ela arrasou no show.
Já o Danny é mulherengo e não quer se casar. Ele quer deixar isso para suas irmãs, a Jo e Julie. Ele nem sempre pensou em Julie como irmã, foi um amigo que o fez pensar assim:


...John, meu melhor amigo do colégio, me flagrou olhando para ela como um cachorro olha para o frango da padaria, e disse que era nojento o que eu estava fazendo, que eu deveria protegê-la de caras como eu...” - aí ele resolveu fazer isso, para lamento de Julie.


Ele é tão mané que quando ele acessa a internet para saber show em seu bar, vê que alguém filmou uma parte do show com o celular, mas ele não reconhece a Julie:


...Continuo olhando fixo para a tela. Essa loira me parece vagamente familiar. Será que ela já esteve no bar antes? Deve ser só impressão. Uma mulher como ela chamaria a minha atenção...” (bestão!)


Agora a autora vai me perdoar, mas a Julie parece uma mongol, uma mulher de 28 anos agindo como uma puritana, boba como uma adolescente inexperiente. Chega a ser chato.
Julie tinha um show na sexta-feira e Danny que deveria voltar no sábado voltou na sexta quando ela estava cantando, e se encantou pela tal loira, até descobrir quem era. E teve uma cena no escritório bem clichezona, mas gostosa hehehehe… Mas ele ficou uma fera, só lembrando. Mas o cara tá confuso com a história da tal loira ser sua “irmã”. É uma besta mesmo!.
Aí vem outra parte clichezona, que amo por sinal. Alan que faz parte da banda e é mais mulherengo que Danny, topou ser namorado de mentira da Julie. É divertido. E o plano deu certo, ela fisgou Danny que caiu feito um patinho. Aí tudo virou um mar de rosas e coraçõezinhos pulsantes. Mas… lá vem o “mas”” Mas completou 6 meses de namoro. Aí está começando a bater a insegurança nela (claro). No aniversário de 6 meses a anta do Danny vacila feio e eles se separam.
Olha, para falar a verdade esse livro é clichê atrás de clichê. Eu não me incomodo com clichê, mas todos eles um atrás do outro fica chato pra caramba. Até desanimei de comentar. Os diálogos ficam chatos, um blá blá blá meloso que enjoa.
Danny um homem inseguro e infantil, Julie uma mulher imatura e boba. Casal que não convence. Se não fosse por umas cenas de sexo, que por sinal fracas, eu diria que é um livro pueril.
E foi isso.
Bjoo