Páginas

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Talvez Um Dia


Livro: Talvez Um Dia -  Maybe # 1
Autor: Colleen Hoover
368 páginas
4 estrelas


Sinopse:
Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.




Narrado na primeira pessoa Sydney e Ridge que são “vizinhos” de frente. Ela ouve ele tocar violão todas as noites e mora com o namorado e a melhor amiga. Ridge sempre acompanha Sydney, porque ela se senta na varanda para ouvi-lo e por causa disso eles começam uma amizade por celular. Nesse acompanhar dele, ele sabe que o namorado dela a está traindo com a melhor amiga (afff) e ele resolve contar para ela. Aí a coisa fica feia.
Resultado da história: Sydney está agora dividindo o apartamento com Ridge e mais duas outras pessoas, que por sinal estavam procurando mais uma pessoa para alugar o quarto, porque o irmão do Ridge saiu.
Ridge faz música para uma banda famosinha e agora Sydney ajuda nas letras, em troca do aluguel. Fazer música é surpreende devido a uma “característica” peculiar.
Antes dessa reviravolta na vida de Sydney, ela já olhava diferente para Ridge. E agora eles morando no mesmo apartamento Ridge também está começando a se sentir diferente, só que ele tem uma namorada já a 5 anos.
E conforme o tempo vai passando os sentimentos vão ficando mais “estranhos”:
Eu não me sinto culpado, simplesmente porque estou olhando para ela. Eu me sinto culpado pela forma como ela está me fazendo sentir”- Ridge.


Só que chega um dia que eles não resistem e a culpa cai em cima deles, mas eles sabem que foi um erro e que o que eles têm é amizade e são maduros. O plano é se lembrar das coisas repulsivas um do outro e continuarem a fazer música juntos. Porque ele disse que nunca, nunca deixaria a namorada que ele sempre amou e na verdade ela não queria isso (mais ou menos). E mais adiante a gente entende porque Ridge nunca deixará sua namorada, a Maggie, além do amor que ele sente por ela. Sem contar que a gente passa a sentir empatia por ela, difícil torcer pela Sydney.
Só que a coisa descamba. Aconteceu o que eu tinha certeza que aconteceria, aliás era óbvio. Maggie leu as mensagens trocadas entre Ridge e Sydney, aí minha filha, não prestou, a “coisa” foi lançada no ventilador. E o que já estava acertadinho estraçalhou de vez (ou não). Maggie apesar da do momento, apesar da sua vida (quem lê saberá) foi madura e forte.
O livro tem momentos e um final lindo. As músicas são um caso a parte, vale a pena ouvi-las.
Eu recomendo. A escrita da Colleen Hoover é uma delícia, ela nos envolve na história. Amei ler.
E foi assim.

Bjoo


A música que eles escreveram juntos que fala sobre eles:

A playlist do livro: