Páginas

quinta-feira, 28 de julho de 2016

The Hook Up


Livro: The Hook Up -  Game On #1
Autor: Kristen Callihan
352 páginas
4 estrelas


Sinopse:
Regras: nada de beijos na boca, nada de passar a noite, nada de dizer a alguém, e acima de tudo… nada de se apaixonar.
Anna Jones só quer terminar a faculdade e dar um jeito em sua vida. Apaixonar-se pelo quarterback Drew Baylor com certeza não está na sua lista do que fazer. Confiante e charmoso, ele mora na riqueza e é bonito demais para o seu próprio bem. Se ela apenas conseguisse ignorar as encaradas ardentes dele, e parasse de pensar sobre fazer coisas quentes e sujas com ele. Fácil, certo?
Que pena que ele está comprometido em fazê-la quebrar todas as regras...
O futebol Americano tem sido bom para Drew. Deu a ele reconhecimento, dois campeonatos nacionais e um troféu de melhor jogador do ano. Mas o que ele realmente anseia é a sexy - mas mesmo assim irritante - Anna Jones. Seu humor sarcástico e seu desprezo óbvio por sua fama o excitam como nenhuma outra coisa. Mas tem um problema: ela deu um fora nele. Completamente. Até que um encontro ao acaso resulta no sexo mais quente da vida deles, junto com a possibilidade de algo ótimo. Infelizmente, Anna quer que isso continue casual. Agora, Drew deve seduzi-la com mais: mais sexo, mais satisfação, mais tempo com ele. Até ela estar completamente apanhada. É uma coisa boa que Drew sabe tudo sobre ganhar. Vale tudo no amor e no futebol americano… O jogo começou.



Bora lá! Narrado por Anna e Drew. Ele é quarterback famosinho, lindo, gostoso e as mulheres chovem em cima dele. Anna está mais para estranhona, porque não quer se relacionar com ninguém e nem sabe o que vai fazer da vida. Na verdade a única coisa que ela sabe é que não consegue resistir a Drew, pois até sem ela o ver seu corpo sabe quando ele está perto. E da mesma forma o corpo de Drew reage ao dela. Ela não quer se relacionar, e ele vai fazer de tudo para quebrar essa resistência.
A leitura flui muito bem, a escrita é muito gostosa. A gente lê quase que rindo de como o casal interage nessa coisa de resistir, que é coisa que eles não fazem em momento algum.
Drew segue o conselho de seu pai: não forçar, para não perder. E é isso que ele faz com Anna, se aproxima devagar e vai envolvendo-a sem que ela perceba. É tão gostosinho de ver como ele vai conquistando ela e se entregando também. A uma certa altura Anna confessa a um amigo o porquê não quer se relacionar com Drew, a desculpa é fraca, mas o que me dá raiva é que esse amigo não diz nada, duas bestas conversando, isso sim. Só bem lá na frente o motivo real é exposto e mais fácil de entender.
E eles vão levando a coisa assim, só na transa, nada de relacionamento (namoro), tudo escondido. Ainda tem o lance de ser sem beijo na boca (só não pode na boca afff), imposta por ela, acredita? Mas chega uma hora que ele não aguenta mais, nem ela. O primeiro beijo? Ahhh tem que ler, e de suspirar. Tem algumas cenas mais eróticas, mas não é nada de cair o queixo(pode dar água na boca, somente). A autora foi muito delicada e romântica nessa parte.
Tem um momento em que a coisa fica feia para Drew (ô dó!) e seu humor muda pelo que aconteceu e pelo que pode acontecer, surgem mil temores. Nem tudo são flores. E por causa disso ele explode para cima de Anna. E tiro meu chapéu para ela, Anna foi forte e segurou as pontas surpreendentemente.
Drew é muito lindo, Anna se supera, o amor deles é muito bonitinho.
A história é gostosa, nada chata, nem cansativa.
Vou sentir saudade deles. Recomendo a leitura.
Ahhh... e foi assim…
Bjoo.