Páginas

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Kulti


Livro: Kulti
Autor: Mariana Zapata
495 páginas
0 estrelas


Sinopse:
Confie em mim, eu queria te dar um soco na cara uma vez ou cinco”.
Quando a pessoa que você adora desde quando era uma criança se torna o seu treinador, é suposto ser a melhor coisa do mundo.
Palavra chave: Suposto
Não demorou uma semana para Sal Casillas, vinte e sete anos de idade, se perguntar o que tinha visto no ícone do futebol internacional, de quem ela já teve posters nas suas paredes e com quem imaginou se casar e ter super bebês jogadores de futebol.
Sal já tinha há muito tempo superado o pior não rompimento da história das relações imaginárias com um homem que não sabia que ela existia. Então ela não estava preparada para esta versão do Reiner Kulti que aparece para a temporada de sua equipe: uma sombra quieta e reclusa do homem explosivo e apaixonado que uma vez tinha sido.
Nada poderia tê-la preparado para o homem que ela teve que conhecer.
Ou os impulsos assassinos que ele trouxe à tona nela.
Essa ia ser a temporada mais longa de sua vida.




A história é narrada por Sal, uma jogadora de futebol, que no início aparenta ser totalmente sem graça e sem carisma. Digo assim, porque a escrita de Mariana Zapata é totalmente cansativa. Ela gastou 50 páginas para falar de uma entrevista e apresentação do novo assistente de treinador, Kulti, que era uma paixão de adolescência de Sal, porque ele era um jogador famoso.
Cochilei tanto que fiquei com pescoço doendo. Um blá blá blá inútil, não tive paciência para esperar melhorar. Li quase 70 páginas e nada, nada aconteceu, pelamor!!

O quê? Cansei, vou dormir e escolher um livro melhor! Abandonei.