Páginas

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

The Virgin Romance Novelist


Livro: The Virgin Romance Novelist
Autor: Meghan Quinn
292 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Os seios dela se erguiam com alarmante velocidade enquanto a pesada mão dele descia para seu macio, ainda rijo1 espinheiro...”.
Você pode dizer ‘espinheiro’ em um romance? E quanto à espada de carne? Isso é o que era... uma espada de carne.
Bem, tanto quanto é possível ser uma espada de carne, ‘matando através das profundezas dos desejos mais obscuros de uma mulher’.
E sobre os seios? Eles podiam realmente levantar?

Deus, eu não tenho nem idéia do que acontecia quando se tocavam as partes íntimas.
Eu sou uma virgem tentando escrever um romance erótico, mas não consigo escrever uma cena de sexo, graças à minha falta de experiência.
Meus dois melhores amigos me incentivaram a abandonar a caneta por um tempo, e ganhar alguma prática real através das múltiplas facetas do namoro, como encontros às cegas, perfis online e conexões aleatórias.
Mas perder minha virgindade está se provando ser mais difícil do que o esperado...



A história é narrada na primeira pessoa, por Rosie, uma “menina” de 23 anos que enfrenta um dilema: quer escrever um romance erótico. E se vê com dificuldades por ser virgem. Seus dois amigos, que dividem o apartamento com ela, Delaney e Henry resolvem ajudá-la.
Rosie passa tanto tempo dentro dos livros que tem os personagens como amigos. Esse livro chega a quase ser uma fantasia, porque Rosie é inocente demais. Passar pela faculdade e se manter com tanta pureza, só fantasia mesmo. Mas é muito divertido, chega a lembrar a escrita de Sophie Kinsella, vagamente.
Conforme ela vai contando a história, ela diz que sempre teve uma queda por Henry, mas virou amizade e eles já se conhecem a mais de 6 anos. E conforme ela vai contando podemos notar como Henry é carinhoso com ela e que tem mais “coisa” por ali.
Agora, as experiências dela nos encontros são únicas e hilárias. Muitas risadas garantidas junto com vergonha alheia. E no meio dessas experiências vemos o Henry se contorcer, mas sempre apoiando. Dá até peninha do bichinho. Apesar de Rosie olhar para ele às vezes com sentimentos diferentes, ela sabe que eles são amigos, melhores amigos. Mas ela é tão inocente que é fácil de entendê-la.
Derk, namorado de Delaney ainda teve uma conversa com ela sobre eles dois, Rosie e Henry, tentando abrir os olhos dela para o que eles sentiam, mas ela é tão tapada que não quer estragar a amizade.
Henry ainda tenta marcar um encontro com ela, gostaria de sair da “amizade”, mas ela não consegue entender. Sério, esse é um momento em que a gente tem vontade de arrancar a cabeça da Rosie.
Só que chega um momento que Henry consegue quebrar a barreira com Rosie, ufa! Aí você pensa: agora vai! - Que nada! Agora é a vez do Henry pirar e meter os pés pelas mãos. E o leitor… coitada de mim, fiquei de queixo caído com a babaquice dele, desculpa.
Meghan Quinn dá um susto na gente.
Eu recomendo, sério vale a pena essa diversão.
Pois é, e foi isso.
Bjoo