Páginas

domingo, 25 de setembro de 2016

Uma noite de Amor


Livro: Uma noite de Amor - Bedwyn #1
Autor: Mary Balogh
368 páginas
5 estrelas


Sinopse:
Numa manhã perfeita de Maio… Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa. Até que Lily fala com franqueza… E afirma querer começar de novo… e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de… Uma noite de amor. 




Ficou grande pra caramba, perdão.
Agora imagine um casamento de conto de fadas, a coisa mais linda, um sonho se realizando? Imaginou? Agora imagine tudo isso aí caindo aos pedaços, se desfazendo, se desmanchando… foi isso que aconteceu no casamento de Lauren. Porque seu noivo, conde Kilbourne, Neville Wyatt, já era casado e a esposa, Lily, aparece na hora do casamento. Tá louco!!!
Apesar de Lauren ser o sonho dos pais de Neville para ele, ele só gostava dela como uma irmã. A história de Neville e Lily é outro sonho, um sonho de Lily, de onde foi despertada bem no início. Eles já se conheciam a certo tempo, ele a viu desabrochar. Se conheceram nos acampamentos em plena guerra e quando seu pai, sargento Doyle, morre, Neville jura se casar com ela, pois sendo esposa de oficial ela seria respeitada se por acaso se tornasse prisioneira. Só que Neville já gostava dela, só não podiam ficar junto, porque ele era um visconde e ela uma analfabeta. Por isso depois do casamento ele decidiu que não deixaria o exército, porque ali não havia diferença entre eles.
Pois é, mas eles estão em uma guerra, Lily é atingida e Neville corre e vê que está morta, chora quando de repente é atingido por uma bala na cabeça… Eles tiveram somente uma noite de amor… ai ai...
Ô Loko meu!! Tenso.
Ela não estava morta. Retiraram a bala que passou perto do coração e ela ficou prisioneira, a princípio ela não teve problema, mas depois… a bichinha sofreu e sofreu. Mas foi liberta e voltou para Neville.
Agora estava com Neville, que a aceitou com carinho e a colocou sob sua proteção. Na nova condição de condessa ela conseguiu amigos, apesar do seu espírito selvagem, Lily tem um coração especial, uma visão diferente da vida.
O que eu achei estranho é que a quase esposa dele, a Lauren, se comportou na maior calma. Eu teria tido um ataque horrível!
Neville estava tentando se aproximar de Lily e teve suas suspeitas confirmadas, ela estava traumatizada, em pânico pelo que tinha passado no cativeiro. Mas gente, Neville é quase um santo, muito fofo. E a primeira noite deles depois da volta dela, foi muito delicada. Como eu disse, Neville é muito fofo.
A autora demorou um pouco a falar sobre os sentimentos de Lauren, afinal ela tem os seus sonhos destruídos na porta da igreja, não é brincadeira. Rapaz, a mulher revelou seus sentimentos mais profundos, aqueles que ficam na fossa hehehehe…
Mas a história dá uma reviravolta louca que nos faz perguntar: como assim? Pois é, passei raiva com a dona Lily. Não dá para acreditar que ela deixou meu maravilhoso Neville e foi embora ser dama de companhia da tia de Neville, Elizabeth (tem tanto parente nesse livro que a gente fica tonta!). Em todo caso, ela está aprendendo a se portar feito uma dama.
Em toda essa história vão acontecendo coisas que se a gente ficar atenta, vai notar que tem algo a mais, que aliás, vai ser revelado mais para o final do livro. Essa suspeita faz com que a gente não desgrude do livro. Ahh também tem tentativa de assassinato, e quem se dá mal nessa é meu benzinho, o Neville – que susto!
E o que foi revelado no final é uma coisa muito legal, bom para Lily que já tinha sofrido tanto. Tem uma coisa muito boa também para a Elizabeth a tia que ajudou a Lily. E lógico o final para Neville e Lily demorou, mas chegou.
O livro é um conto de fadas, com dor, sofrimento, separação, inimigo, tentativa de assassinato, segredo, um homem lindo e maravilhoso, uma mulher linda, doce, mas forte, enfim, um livro lindo. Amei ler e me apaixonei, de novo.
Ahhh Neville vou sentir saudade…
E foi assim…
Bjoo.