Páginas

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Aprendendo a Seduzir


Livro: Aprendendo a Seduzir
Autor: Meg Cabot
368 páginas
4 estrelas


Sinopse:
O que qualquer mulher faria se flagrasse o noivo aos beijos com outra mulher?
Cancelaria o casamento e nunca mais colocaria os olhos no desalmado traidor. Certo?
Não lady Caroline Linford.
Apaixonada pelo belo e galante marquês de Winchilsea, ela não se dá por vencida e resolve ir em frente com o casamento. Afinal, lady Linford ama seu prometido.
Com o intuito de se tornar o único objeto do desejo de seu noivo, ela convoca o renomado Braden Granville, mestre na arte da sedução, para, com ele, aprender a ser a melhor amante que Winchilsea pode vir a ter.
Porém, a aluna se torna tão aplicada que arrancará mais que elogios de seu professor...





Narrada na terceira pessoa, mas de uma forma quase que na primeira pessoa, de tão acessível que são os pensamentos dos personagens. Em uma escrita que flui tranquilamente, mas confesso que em alguns momentos achei que a autora falou e divagou demais, mas era só porque eu queria que ela desse continuidade a história.
Caroline Linford pegou seu noivo com outra mulher, em uma situação pra lá de comprometedora. Mas ela não fez alarde. Buscou ajuda com Braden Granville, um baita de um libertino, para aprender a arte da sedução, ela queria conquistar seu noivo, para que ela fosse a esposa e amante e seu noivo não precisasse mais procurar outras mulheres. Mas “deu ruim”, tanto para Caroline quanto para Braden, porque eles se apaixonaram. E lógico, claro e óbvio que não podia ser nada tão fácil.
No pano de fundo tem Thomas, o irmão de Caroline, que foi salvo da morte pelo noivo de Caroline, mas há muita coisa por trás dessa história, sem contar a safada da noiva de Braden.
A história é um clichê gostoso para distrair. É interessante ver o casal se envolvendo e ver como eles se encaixam bem. Gostei do casal, mas acho que foram muitas palavras para contar a história. Mas é um casal forte de personalidade. Não tem mimimi, isso eu achei muito bom.
E é isso.

Bjoo.