Páginas

sábado, 5 de novembro de 2016

Duque Apaixonado

Olha a cara ridícula desse cara!
Dá vergonha essa capa hehehehe

Livro: Duque Apaixonado
Autor: Sally MacKenzie
160 páginas
2 estrelas


Sinopse:
Inglaterra, 1814
Sofisticada... Escandalosa…
A verdade é que Sarah Hamilton, uma recatada jovem da Filadélfia, acha a sociedade londrina deveras chocante. Como é possível uma moça acordar de um inocente cochilo e encontrar-se deitada na cama ao lado de um homem lindo, atraente... e nu? Para não mencionar as curiosas bisbilhoteiras que mal conseguem disfarçar os risinhos maldosos, à porta do quarto! Certamente, aquele depravado não pode ser um duque, conforme alega ser, e Sarah não se casará com ele, por mais comprometida que tenha ficado a sua reputação…
James Runyon, o duque de Alvord, fica encantado com sua inesperada companheira de cama, e nem um pouco constrangido com a indignação da moça. Verdade que as circunstâncias em que se conheceram são um tanto incomuns, mas a beleza da jovem americana é estonteante, e se ela se acalmar o suficiente para ouvi-lo, James tem certeza de que conseguirá capturar o coração dela... para sempre!





Sarah é uma americana que depois que o pai morreu foi para Londres, terra de seu pai para ficar com seu tio, mas o que ela não sabia é que seu tio também havia morrido.
Quando Sarah desembarga tarde da noite na Inglaterra, decide ficar em uma hospedaria para procurar seu tio pela manhã. Só que por um engando ela acaba acordando do lado de um duque lindo e maravilhoso e como a situação foi vista por uma quantidade de pessoas… eles têm que se casar. Isso jamais aconteceria comigo… ô dó!
Só que os costumes da Inglaterra são diferentes da América, ela fica meio confusa e não quer se casar. Então o duque decide dar um tempo para ela pensar, mas ele sabe que a reputação dela vai por água a baixo se eles não se casarem. A essa altura ele já está caidinho pela americana, e a americana que não tem onde cair morta, já está suspirando pelo duque (até eu que sou mais boba).
Só que tem um probleminha, tem um primo do duque que jura que ele é quem deveria ser o duque: ô história furada essa! Mas a bem da verdade, esse primo dele é doidinho de pedra. Com essa história de que ele é quem deveria ser o duque, ele coloca em perigo a vida do verdadeiro duque e da americana.
Esse livro quase dá certo, quase. Só que chegou a certa altura a autora ficou perdida e transformou tudo em uma “novela pastelão”, uma coisa meio patética.
Tinha tudo para ser e não foi. Minhas novelas mexicanas e meus seriados coreanos dão de 10 x 0 nessa história hehehehe… (ahh não fala mal dos seriados coreanos, os históricos são lindos!!!).
E foi isso aí!
Bjoo.