Páginas

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

My Commander


Livro: My Commander - Bewitched and Bewildered # 1
Autor: Alanea Alder
340 páginas
3,6 estrelas


Sinopse:
Temendo que as futuras companheiras de seus filhos acabem morrendo antes de serem reivindicadas e proporcionando-lhes netos para estragar, elas convencem os seus próprios companheiros de que algo deve ser feito. Depois de reunir todos os guerreiros juntos em uma cerimônia de falsa premiação, a Elder bruxa faz um feitiço para puxar companheiras dos homens para eles, se eles querendo ou não.
Aiden está convencido de que ele não precisa de uma companheira e que esse somente ficará em seu caminho, mal sabe ele o destino está lhe enviando a sua companheira! Ele conhece a sua companheira destinada, Meryn Evans, e as coisas vão por água abaixo. Nas primeiras 24 horas ela chuta, grita e bate o deixando inconsciente. Eles finalmente descobriram que a vida antes de encontrar o outro pode ter sido bom, mas a vida depois é perfeito, ainda que envolva as batalhas de imersão super e descarga acidentalmente granadas de mão.


Continuo na linha dos romances. Se já enjoei? Ainda estou aqui né?
Bem, vamos lá! Melhor, aqui. Agora é a vez de um romance fantasia. Aparentemente os “paranormais” que existem em Lycaonia, uma cidade ocultada por bruxas, não são lá muito espertos, pelo menos no início da leitura é essa a impressão que dá. Acredito que pelo fato deles não terem muito contato com humanos o tornam um pouco alienados, sei lá. E também porque tem hora em que a história é boba demais, depois melhora, é assim mesclada.
Meryn por acreditar que era por pura curiosidade, pulou um muro e caiu lá. Só que na verdade ela foi levada lá, por um feitiço, para levá-la até Aiden, seu “companheiro”. Lembrei até daquela besteira dos lobos de Crepúsculo, imprinting.
E a cidade é cheia de homem lindo e gostoso, ulalá!!! Deve na verdade ser um desespero! Hehehehe… eles são vampiros, fadas, bruxos e shifter (metamorfo), uma salada colorida (uuuui, e eu estou de dieta!).
Meryn é meio louquinha, não gostei muito dela ter 34 anos e se comportar como se tivesse 20. Teoricamente uma mulher de 34 anos não tem atitudes de uma de 20 anos, mas Meryn conquista quase todos, tem uma personalidade marcante e é uma pessoa fácil de se gostar. E ela provoca mudanças na cidade e desperta ciúmes. Aiden apesar de ser o Cara, o comandante mais importantes de todas as cidades (são 4), não transmite tudo isso, Meryn é muito mais “forte” que ele. Mas é um casal muito lindinho. Aiden é um fofo.
Há uma mescla de passado e presente nos costumes, isso devido ao respeito e hierarquia entre eles e o apego as tradições. Existe um véu de conto de fada, Meryn deixou isso claro e podemos sentir isso.
Nesse livro surge um caso estranho de ataque a mulheres grávidas. E isso é uma preocupação a mais, porque as paranormais só tem um período por ano para engravidar e nem sempre isso acontece
É uma leitura deliciosa, fácil e divertida. Um conto de fada entre linhas. Os personagens são interessantes e a gente sente que a história vai prosseguir conforme os casais forem se formando. É uma história contínua.
Foi isso.
Bjoo.