Páginas

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Uma Esposa Perfeita


Livro: Uma Esposa Perfeita - Sterling 01
Autor: Samantha James
256 páginas
3 estrelas


Sinopse:
Devon Saint James, filha bastarda de uma perceptora, sobrevive como pode no escuro e fedorento bairro de Saint Gilles. Uma noite é assaltada por dois criminosos que deixam o seu corpo nas ruas frias e sujas da cidade. Mas o destino quer que naquela mesma noite, Sebastian Sterling, Marquês de Thurston, vá até ao bairro à procura do seu irmão rebelde, e pela localização das tabuletas e bordeis, depara no seu caminho com o corpo da jovem moribunda. Quando Devon recobra a consciencia desperta em um quente e confortável quarto, debaixo do atento olhar do homem mais bonito que alguma vez imaginara.




A história começa com Devon sendo atacada por dois bandidos perigosos, mas ela teve certa sorte quando conseguiu se livrar de um, mas teve azar com o segundo que a feriu, deixando-a para morrer. Aí entra a outra sorte lascada, quando o marquês Sebastian Sterling a resgata e a leva para sua casa (ô bondade!).
A princípio Sebastian e seu irmão, Justin, acreditam que ela é uma ladra, mas depois tudo é esclarecido. Na verdade, Devon é honesta e dava um “duro” lascado fugindo dos canalhas trabalhando em uma espelunca e morando em um quartinho, ruim até para bicho dormir. O marquês por pena deu-lhe sua proteção (rico, lindo e gostoso, até eu quero essa proteção. Ops!).
Devon é filha ilegítima, criada somente pela mãe que morreu. Teimosa como ela só e sem medo de falar o que pensa, sem contar que é uma loira muito bonita. E lógico que isso encantou o marquês. O marquês é bem ao contrário de Devon, ele é metódico, educado, contido e preocupado em fazer tudo correto.
É muito interessante acompanhar os conflitos internos de cada um, mas não tem mimimi. Samantha James é simples e direta em sua escrita, não tem enrolação e as coisas vão se encaixando, até um pouco depois da metade do livro, depois disso ela dá uma meio que enrolada depois do momento em que Devon pega uma conversa de Sebastian com seu irmão, em que “a vaca vai pro brejo”! Depois tem uma revelação importante que acontece logo depois que “a vaca foi brejo”, mas aí a vaca fica atolada, atoladinha, a coisa fica feia mesmo para o lado do Sebastian, coitadinho. Ahh depois tem um momento tenso com a Devon e uma surpresinha gostosa no final.
Já li melhores, mas é gostosinho de ler, tanto que pretendo ler o próximo. Achei o Sebastian um amorzinho, todo certinho, preocupado, mas ele cuidou direitinho da Devon. É um casal bonitinho.
E foi assim.
Bjoo.