Páginas

sábado, 17 de dezembro de 2016

Eu Estou Aqui


Livro: Eu Estou Aqui
Autor: Clélie Avit
288 páginas
5 estrelas

Sinopse:
No cenário frio e asséptico de um hospital surge a paixão entre Elsa, uma montanhista em coma há cinco meses depois de cair durante uma escalada, e Thibault, que se refugia no quarto da moça, por não querer visitar o irmão.
Delicadamente composto, o romance mostra o envolvimento gradual entre dois personagens cuja comunicação se dá instintivamente. Enquanto Thibault pode conversar e incentivar Elsa a retomar o domínio de suas ações. Os dois passam a se conhecer tanto pelo que transmitem um ao outro – Thibault em suas confidências, Elsa tentando demonstrar que corresponde a seus estímulos.
E quando os parentes discutem a possibilidade de desligar os aparelhos que a mantêm viva, é com ele que Elsa conta para lutar por sua própria sobrevivência.
Narrado em primeira pessoa, alternando os relatos dos dois protagonistas, Clélie Avit consegue abordar problemas universais e atuais, como eutanásia, violência no trânsito e alcoolismo.




Como assim se apaixonar por alguém em coma? Clelie Avit mostrou como é possível.
Narrado na primeira pessoa por Elsa e Thibault, outro livro que se lê sem parar. Com uma escrita simples, direta e fluida, apesar do tema pesado. Quando a gente vê, já acabou. Aliás, achei uma pena o livro ser tão pequeno, achei que poderia ter mais de Elsa e Thibault.
Elsa está em coma e Thibault não querendo visitar seu irmão que está internado, se refugia por engano no quarto de Elsa. A partir desse dia ele volta sempre para visitá-la. E assim “eles” começam um relacionamento. Parece louco, mas é fofo.
Thibault saiu de um relacionamento complicado, está curando suas feridas. É um homem sensível, responsável e totalmente apaixonável. Elsa flutua em seus pensamentos presa ao seu corpo, ouvindo tudo ao seu redor. E é Thibault quem lhe dá estímulo suficiente para querer volta.r enquanto o que os médicos querem é desligar os aparelhos
Ai ai… e foi assim…
Bjoo.