Páginas

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Trilogia Notorious Gentlemen

  

Notorious Gentlemen 
 Suzanne Enoch 








Livro: Ladrão de Sonhos - Notorious Gentlemen # 1
Autor: Suzanne Enoch
318 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Londres, 1813
Um ilustre cavalheiro…
Sullivan Waring só deseja duas coisas: a herança que é sua por direito, e vingança contra o homem que a roubou dele. Durante o dia, Sullivan é o mais respeitado criador de cavalos da Inglaterra; à noite, ele entra nas residências mais ricas e luxuosas, em busca dos lindos e valiosos quadros pintados por sua falecida mãe. Sua missão transcorre sem problemas. até a noite em que é surpreendido por Isabel Chalsey. Vestida numa camisola transparente, Isabel é uma tentação maior do que qualquer outra obra de arte, e é impossível resistir a roubar-lhe um beijo…
Uma dama curiosa…
Surpreendida por um homem mascarado em sua própria casa, Isabel deveria estar tremendo de medo. Em vez disso, no entanto, a visão do atraente Sullivan a faz tremer de excitação. Quem é aquele homem, e por que está tão empenhado naquela busca? Isabel adora um desafio e está disposta a tudo para desvendar o segredo de Sullivan, mas ela corre o risco de convencê-lo de que ela é a maior de todas as recompensas...



A escrita de Suzanne Enoch flui muito bem em sua história contada na terceira pessoa.
Sullivan é filho ilegítimo de um marquês e que não o quer reconhecer. Apesar disso foi criado como um cavalheiro, pois sua mãe tinha esperança de que ele fosse reconhecido. Depois que voltou da guerra ele fez seu nome como criador de cavalos, era o melhor.
Quando sua mãe morreu ele estava ferido na guerra e não pode enterrá-la. Ela era uma artista. Quando ela morreu seu pai se apossou das pinturas e muitas deu de presente. No desejo de recuperá-las, Sullivan, quando voltou da guerra, passou a roubá-las. Em um desses roubos, ele foi pego em flagrante por Isabel. No desespero de não permitir que ela fizesse escândalo ele a beijou. Só que ele gostou tanto do beijo que não percebeu que ela tirou a máscara dele.
No dia seguinte, quando Isabel foi com seu irmão para comprar um cavalo, eles se reencontram e ela o reconhece. Isabel compra uma égua e passa a chantageá-lo. Só que ela estava era interessada nos beijos dele. Lógico que ele era lindo!
Só que para azar deles, eles começam a se envolver, mas sabem que nunca poderão estar junto. E para piorar, porque sempre piora, o rapaz que está cortejando Isabel é o meio-irmão de Sullivan, e eles se odeiam.
A partir daí as coisas complicam, porque eles se apaixonam. É muito bonitinho. Lembra do lance de que sempre pode piorar? Pois é, o meio-irmão de Sullivan, com ciúme, estragou tudo. Teve cadeia, separação, difamação…
Agora o final, teve uma certa dose tensão e tristeza, mas o final, final mesmo, é muito amorzinho. A gente torce por eles.
A história de Isabel e Sullivan começa toda errada e depois piora e piora mais, claro. Mas é um casal muito bonitinho. São apaixonados e na medida do possível não fogem disso, muito embora ficarem juntos não é coisa muito fácil, isso devido a época e os costumes.
E foi assim mesmo.
Bjoo.



Livro: O Salteador - Notorious Gentlemen # 2
Autor: Suzanne Enoch
240 páginas
4 estrelas


Sinopse:
Escândalo à vista…
O coronel Phineas Bromley é uma lenda... não só no campo de batalha, como também na alcova. Embora ele tenha ganhado muitas guerras, e conquistado inúmeros corações femininos, nada poderia tê-lo preparado para sua nova vida. Quando Phin descobre que alguém está tentando arruinar sua família, ele assume o papel de um lendário assaltante de estradas. Cavalgando noite adentro, escondido atrás de uma máscara, ele se encaminha, sem saber, para um grande problema... e para os braços de uma linda mulher!
Deparar-se frente a frente com um homem mascarado não assusta Alyse Donnelly como deveria. Em vez de ficar apavorada, ela o acha até atraente. Mas seu bom coração já lhe causou problemas antes, e ajudar um homem fugitivo pode prejudicar seus próprios planos, não importa quão maravilhosos os beijos dele possam ser. Porém, à medida que o perigo cresce, Alyse precisa escolher entre a liberdade e a chance de viver uma grande paixão...



Agora é a vez da história do outro amigo, o coronel Phineas. Que aos 17 anos, por se sentir culpado de ter machucado gravemente seu irmão mais velho, se alista no exército e fica longe por 10 anos. Até que sua irmã, por meio de uma carta, consegue fazer com que ele volte.
O clima em sua casa não é muito bom, há coisas a serem acertadas entre os irmãos e alguém anda prejudicando sua família. E ele se dispõem a descobrir o que está acontecendo, porque é uma desgraça atrás da outra.
Em sua volta ele também reencontra Alyse, sua melhor amiga, na verdade, ele gostava dela, mas ela tinha o sonho de se casar com duque ou príncipe e ele não era nada disso, nem seria. E ele sabia que ela conseguiria, pois era muito bonita. Ao voltar ele descobre que ela ainda está solteira e descobre também das coisas que aconteceram em sua vida, do escândalo a reviravolta, de ficar praticamente com uma mão na frente e outra atrás, servindo de empregada para seu primo e tia.
Achei muito bonitinho que Phin não fica de frescura e não esconde o que sente por ela. Sem que ele queira ela também é envolvida na trama para descobrir quem está prejudicando sua família. E os dois se juntam, a princípio ela resiste, mas ela vai percebendo ele tem razão. Os dois são muito bonitinhos.
Ahhh é uma história bem escritinha, com mistérios, investigação, amizade, amor, confiança, família… Uma pitada de cada coisa na medida certa, que nos envolve em uma leitura que flui muito bem. Phin é um amor (e muito corajoso) e também não é difícil de gostar de Alyce, e os outros personagens também são bons, pois há os que nos irritam e o que nos fazem gostar.
E foi assim.
Bjoo.



Livro: O Último Cavalheiro Notável - Notorious Gentlemen # 3
Autor: Suzanne Enoch
237 páginas
4 estrelas


Sinopse:
Londres 1815
Patife ou cavalheiro?
Lorde Bramwell Johns, segundo filho de um duque, é um estróina, um libertino, um rebelde... e orgulha-se disso. Agora que seus dois maiores amigos estão, lamentavelmente, assentados e felizes em sua vida de casados, Bran está se sentindo estranhamente inquieto. Mesmo arrombar as residências dos aristocratas desonestos de Londres o entusiasma demais... até a noite em que ele escuta uma briga. Tudo indica que lady Rosamund Davies está prestes a ser forçada a se casar com um escroque pior até do que ele próprio...
Rose está ciente da reputação escandalosa de Bram, por isso, qualquer motivo para aquele súbito interesse dele é um tanto suspeito... ainda mais porque ele é amigo do homem que pretende arruinar sua família! Mas Rose tem um plano, e Bram talvez seja exatamente quem ela precisa... contanto que ela se lembre que ele só pensa em si mesmo... contanto que ela se lembre que os beijos dele nada significam... contanto que ela consiga parar de ficar imaginando se pode confiar a um homem patife e infame o seu coração...



Agora é vez do terceiro amigo, lorde Bramwell, o pior de todos, e esse é barra pesada, um patife de marca maior, libertino com pedigree hehehehe…
Seus melhores amigos se casaram e ele desdenhava dessa vida de casamento feliz deles. Bram é tão sem noção da vida que para buscar adrenalina e sair do tédio, passou a roubar casas a noite. E em um desses assaltos, ele ouviu uma conversa, onde Rose seria entregue a um amigo dele como forma de pagamento de uma dívida de jogo. Ele não sabe porque cargas d’água isso mexeu com ele. Ele não conseguiu ver a moça, mas no dia seguinte ele procurou saber quem ela era.
E foi quando Rose estava saindo de uma biblioteca que ele a conheceu. E se viu intrigado como ela o encarava e o tipo de leitura que ela gostava. Ela não era bonita, mas ao tocá-la, quando pegou o livro que caiu, eles sentirão algo diferente.
A partir daí a vida Bram virou de pernas para ar. Ele não queria de forma alguma que Rose fosse dada para seu amigo, um marquês, que era seu “amigo” e tutor em tudo quanto era coisa ruim que não prestava. A fim de ajudá-la ele se ofereceu para orientar em como ela devia lhe dar com ele, porque ele iria humilhá-la. Esse marquês era um terror! Nessa de ajudar, Rose contava para Bram tudo que o marquês falava e fazia com ela. Assim Bram a ajudava. Só que chegou uma hora que Rose não queria que o marquês fosse seu primeiro homem, e assim, Bram, muito solícito, ajudou-a nessa questão. E foi aí que Bram se apaixonou de vez.
Aí foi confusão, tensão, vingança, mudanças, coração aberto, amor, amizade, mais um pouco de tudo de novo. O final foi especialmente lindinho, uma prova de amor e amizade. Bram se surpreendeu pelo caminho que estava tomando. Ele e Rose são muito lindinhos.
Todos os três livros foram bem diferentes, mas esse como os anteriores, nos envolve na história e com os personagens. Há personagens para se gostar e não gostar. Há uma história de amor que nos leva a torcer e se emocionar. Bram e Rose são diferentes, mas há um traço neles de igualdade que os uni e os atraí. E deixa o leitor ligado na leitura.
E foi isso.
Bjoo.