Páginas

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Duologia V is For Virgin

 

V is For Virgin - V is For Virgin # 1
A is For Abstinence V is For Virgin # 2



16/200
Livro: V is For Virgin - V is For Virgin # 1
Autor: Kelly Oram
216 páginas
4 estrelas



Sinopse:
Quando Val Jensen foi abandonada por decidir permanecer virgem até o casamento, a desagradável ruptura foi viral no YouTube, a transformando na última sensação da Internet.
Depois de dias de piadas de seus colegas, Val inicia uma campanha em toda a escola para conseguir apoio para sua causa. Sua intenção era deixar claro sua opinião, mas nunca imaginou que toda a nação estaria presa na controvérsia.
Como se ser reconhecida nacionalmente como” Virgem Val” não fosse o suficiente, a já agitada vida de Val fica fora de controle quando o bad boy Kyle Hamilton, vocalista da bem-sucedida banda de rock Tralse, decide tomar seu desafio como uma provocação pessoal.
Como pode uma garota permanecer fiel a si mesma quando o Homem Mais Sexy do ano está fazendo todo o possível para conquistá-la?


Narrado na primeira pessoa e é uma delicinha de leitura: livre, leve e solta.
Valerie está determinada a se manter virgem até o casamento. Essa é uma promessa que ela fez por um motivo muito bem explicado e ela sustenta sua decisão com uma boa base. Só que quando seu namorado soube de sua decisão não gostou nem concordou, provocando assim o rompimento do relacionamento. Causando assim uma série de acontecimentos que levaram Valerie para uma coisa muito maior e que ela não havia pensado, mas que optou por encarar.
No meio do caminho ela namora Isaac, mas quem é Kyle que se encanta por ela.
Kyle é divertido, encantador. Um safado, resumindo melhor. A química entre Val e Kyle é clara, mas ela não abre mão da promessa e Kyle não abre mão das mulheres. Nenhum dos dois se dobra e partem o meu coração...
Gostei de como a história foi contada. Uma surpresa de livro. Não se trata de uma virgenzinha boba, cheia de mimimi. Mas Valerie é madura e segura. Com personalidade e inteligente. E Kyle não é tão bad boy assim, só um roqueiro mulherengo encantador.
O final do livro é de partir o coração. Spoiler?
Tenho que ler o próximo ou tenho um ataque! Hehehehe
E foi assim.
Bjoo.




17/200
Livro: A is For Abstinence V is For Virgin # 2
Autor: Kelly Oram
204 páginas
3 estrelas



Sinopse:
O músico ganhador pela sexta vez do Grammy Award, Kyle Hamilton tem tudo, dinheiro, fama, talento, boa aparência e um trabalho que ama. A única coisa que lamentou na vida foi ter que se afastar de uma garota notavelmente virgem, embora fosse muito orgulhoso, teimoso, por medo de dar a ela única coisa que pediu: sua abstinência.
Quatro anos depois e um coração machucado, Kyle se dá conta de que o sexo não é tudo. E de repente não pode deixar de pensar na garota que escapou. A virgem Val Jensen ficou sob sua pele como ninguém nunca fez antes. Não estava preparado para ela então, mas as coisas são diferentes agora. Ele está pronto, amadureceu, e finalmente sabe exatamente o que quer, ou melhor, a quem quer.
Kyle Hamilton será tentado novamente, e desta vez está disposto a fazer, ou não fazer, o que for necessário.


O primeiro livro foi narrado por Valerie, a “Virgem Val”, mas esse é narrado por Kyle. Normalmente eu gosto mais da narração masculina, mas dessa vez não me agradou muito. Acho que me decepcionei com Kyle. Ele era muito “vadia” e ainda ficou noivo de outra!! Como assim?? Bem feito, se lascou!!
Só dou um desconto para Kyle por que ele conseguiu reconhecer que não encerrou o que aconteceu entre ele e Val, e o safado é muito fofo. Tanto é que a maior raiva de sua ex noiva é que ele nunca mais cantou o maior sucesso da carreira dele, que foi uma música que ele fez para Val e dizia que ele ainda era apaixonado por ela.
Pois bem, depois de Kyle se lascar ele corre atrás do tempo perdido e procura Val. Lógico que ela resiste, afinal ele só queria oba oba, só que agora ele está disposto a conquistá-la e participa de uns dos programas que Val está envolvida - o de se abster de sexo. Tarefa dura para ele.
O livro trata a virgindade de forma séria, na visão da Val tem seu encanto.
Os personagens são cativantes, muito embora tenha sentido falta da ação dos pais de Val e a mãe biológica. Ficaram muito distante para tanta coisa que ela estava envolvida. Val se tornou uma pessoa pública ainda jovem e os pais sempre distante. Mesmo assim Val e Kyle são muito fofos.
Gostei do desfecho, tá, gostei mais ou menos. Afinal, o que todo mundo estava esperando era o final da virgindade de Val e na hora a autora fecha a porta do quarto e não nos fala nada! Como assim? Não queria nada erótico, mas esperava alguma coisa romântica pelo menos. Senti-me enganada. O cara esperou tanto. A autora se acovardou.
E foi isso aí!
Bjoo.