Páginas

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Malícias e Delícias


2/200
Livro: Malícias e Delícias
Autor: Tara Sivec
304 páginas
3 estrelas


Sinopse:
CUIDADO: Esta história de amor pode matar você de tanto rir. Ah, e está escandalosamente lotada de porres homéricos e, hummm, sexo da melhor qualidade!

Claire é uma espirituosa jovem de vinte e poucos anos que trabalha num bar (não era esse o plano, mas...) e, muito a contragosto, resolveu ajudar a melhor amiga (uma expert em malícias) a vender brinquedos eróticos bem safadinhos. Na verdade, seu sonho é viver de delícias, ou melhor, abrir uma confeitaria dedicada exclusivamente a doces, cookies e bolos feitos com muuuito chocolate. Quando Carter, um rapaz que conheceu numa festa de faculdade e com quem passou uma única noite (o suficiente para mudar sua vida para sempre!), reaparece na cidade sem demonstrar reconhecê-la, a não ser pelo profundo aroma de chocolate que Claire exala no ar, ela se mostra determinada – aaaai que loucura! – a fazê-lo nunca mais se esquecer dela. Só que existe uma terceira pessoa na relação (divertidíssimo, porém desbocado e inconveniente). Alguém que Carter desconhece e que, das duas uma: ou o obrigará a comprar uma passagem só de ida para o Polo Norte ou o fará o homem mais feliz do mundo!!!

Idade Mínima Recomendada: 16 Anos





Não tem nada de pornográfico, mas o linguajar é esculachado demais. Tem horas que acho que é um exagero. É engraçado, mas o linguajar é de baixa qualidade. Tirando isso é um romance muito fofo.
Claire achava que estava na hora de perder a virgindade, então em uma festa na faculdade, escolheu um rapaz lindo. E os dois bêbados, entram em um quarto, e, “serviço” feito. Ela como não queria relacionamento levantou cedo e foi embora. Nem sabia o nome dele. Ele quando acordou, procurou por ela. E pelo sangue em seu pênis descobriu que ela era virgem, mas antes disso ele já estava encantado com ela e seu cheiro de chocolate. Ele, que se chama Carter, ainda fez de tudo para encontrá-la e não conseguiu.
Claire, pouco tempo depois descobre que está grávida e corre feito desesperada para descobrir quem ele é, mas também não consegue.
5 anos depois eles voltam a se encontrar. Carter nunca esqueceu Claire, mesmo sem saber quem ela era. Uma vez por mês ele continua entrando em lojas para sentir as fragrâncias de chocolate. E Claire, depois dele nunca teve outro, bem ela teve quase um, mas foi pega no flagra, então nem dá para contar. Carter chegou a ficar um bom tempo uma outra pessoa, mas nunca a amou. A ex também dá uma aparecida na história, para tentar estragar.
Quando ele sabe do filho, ele não reage muito bem, mas depois se redime. O filho, Gavin, é um menino sem educação e desbocado. Jamais gostaria de conhecer uma criança semelhante.
Resumo do resumo, de fato é um livro engraçado, dentro do contexto desbocado e sem muita educação. Ainda assim a história é interessante, o Carter é uma gracinha, apaixonado que só. Claire não queria filho de jeito nenhum, mas quando engravidou abriu mão de sua vida pelo filho e o amou. Liz é uma amiga até debaixo d’água, da mesma forma que Drew é do Carter. Jim é noivo da Liz e é sempre presente. O pai da Claire, apesar de meio assustador, é protetor. O que estragou foi a qualidade do vocabulário ou a falta dele, melhor dizendo. Ahh tem umas partes mais eróticas, mas confesso que gostei, porque foram momentos especiais de Carter e Claire.
E foi isso.

Bjoo