Páginas

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

O Refúgio do Marquês


1/200
Livro: O Refúgio do Marquês
Autor: Lucy Vargas
310 páginas
5 estrelas


Sinopse:
"Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo".
Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.
Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.
Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.
Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?






Um livro muito bom de se ler, somos levados pela escrita de Lucy Vargas, envolvidos pela história. E vou confessar envergonhada, que quando vi para onde estava caminhando a história eu já pensei com meus botões: mas isso não vai dar certo, nada a ver, não combina. Quase ouço Lucy Vargas falar comigo: Isso é uma história de amor, Janise, vem comigo que vou te mostrar. E provou que ando falando demais, pois na minha camiseta não há botões!
Caroline é viúva de um barão que armou uma cilada para ela casar com ele, sorte dela que ele morreu. Digo sorte porque ele não foi bom pra ela, nem depois que ele morreu, porque ela praticamente ficou com a mão na frente e outra atrás.
Mas a marquesa viúva a ajudou, apesar de ter segundas intenções, porque ela queria na verdade ajudar seu filho, o marquês Henrik. Henrik é casado com uma louca anoréxica e tem um filhinha encantadora.
A vida de Henrik é triste e pesada e aquela esposa dele o faz levar um fardo muito pesado. Caroline foi levada a casa do marquês com a intenção de colocar tudo em ordem, pois a casa não tinha quem a governasse e estava caindo aos pedaços em todos os sentidos. E assim Caroline arregaçou as mangas e foi colocando tudo em ordem. Enquanto isso a marquesa viúva, mãe do marquês, levava as amigas com as filhas para chás da tarde. Como Caroline estava sempre presente isso causou a inveja de mães casamenteiras. E rendeu história nessa área também.
O envolvimento de Caroline e Henrik é devagar, gradativo. É delicado e lindo, mas não podemos esquecer que tem a “louca anoréxica”, a esposa. Pois é, essa louca apronta e dá um susto enorme na gente. Depois desse susto, o leitor fica com o coração na mão e quando a gente percebe que está no final do livro e nada se resolveu, ao contrário, tudo piora. O coração do leitor, no caso o meu, aperta ainda mais e a respiração encurta.
Um livro que vale a pena e é diferente no argumento. É uma coisa que a gente tem quase certeza que não vai dar certo. Mas Lucy Vargas não força nada, ela prova que é possível, é quase real. Não tem nada de homem bruto e mocinha boba. Os personagens são excelentes e o diálogo inteligente. Amei ler.
E foi assim.
Bjoo.