Páginas

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

A Rebelde Apaixonada


33/200
Livro: A Rebelde Apaixonada
Autor: Amanda Browning
120 páginas
5 estrelas



Sinopse:
Roarke Adams faz uma proposta de trabalho extra para Ginny, sua assistente: que ela finja ser sua namorada por uma semana inteira! E Ginny foi escolhida porque Roarke considera impossível qualquer romance com suas funcionárias. Mas centelhas faíscam quando eles são forçados a ficar juntos, e Ginny se torna uma amante bastante rebelde. Ela está determinada a não se tornar mais um troféu para seu chefe! Será este apenas um caso sem compromisso, ou Roarke tem em mente outra tarefa para Ginny?





Ufa! Esse é meu décimo primeiro livro de romance de banca do mês, e pensei que não encontraria um 5 estrelas. Na verdade, pensei que seria um da Jessica Hart, gostei das histórias dela, mas a premiada foi Amanda Browning. Tive vontade de beijá-la! Ainda mais que esse mês mesmo eu li outra dela o qual dei 2 estrelas, e isso porque me pegou em dia bom.
Roarke e Ginny trabalham junto, melhor, ele é o chefe dela, e se pegam como cão e gato. Chega ser gostoso de ver. Mas as coisas mudam. Isso acontece quando Roarke precisava de uma namorada de mentira, para levar ao casamento da irmã. O motivo tem sua justificativa, dá tranquilo para aceitar. E quem aceita também é Ginny.
E no casamento da irmã, Ginny tem uma baita surpresa, além deles descobrirem que eles eram diferentes do que pensavam, um em relação ao outro. O passado o qual ela fugia e pensava que ficaria para trás, dá de cara com ela. E Roarke vai ajudá-la nisso, pois ele descobre o passado dela e se propõe a nisso.
A medida que eles ficam juntos, descobrem a atração que eles sentem. E isso surpreende aos dois, que abrem o jogo um com outro. Tudo é falado abertamente, sem frescura e mimimi. Amei isso, confesso.
Bem, falei da atração descoberta, agora, quanto ao amor, isso é outra história.
Amanda Browning leva a gente em uma leitura a se deleitar, a se apaixonar por Roarke, a gostar de Ginny e amar os dois juntos. Os diálogos entre eles são deliciosos. Os personagens secundários poderiam ser melhor trabalhado, dariam até outro livro com eles.
Amei ler e me diverti. Um clichê diferente, acredite. Nada de mimimi. Aleluia!!
E foi assim.
Bjoo.