Páginas

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Adoração Selvagem



32/200
Livro: Adoração Selvagem
Autor: Penny Jordan
120 páginas
1 estrela


Sinopse:
Dominic rejeitara a adolescente, mas agora desejava a mulher.
Com um olhar sensual e o coração batendo descontrolado no peito, Cristy resolvera transformar a amizade que a unia a Dominic numa relação adulta, entregando-lhe seu corpo ainda virgem. Que desastrada fora ao tentar seduzi-lo! E como ele a humilhara, recusando seu amor e suas carícias, destruindo seus sonhos e fantasias de adolescente!
Oito anos depois ela iria enfrentá-lo de novo, para seu bem ou seu mal, com a mesma mágoa, o mesmo ódio e o mesmo coração apaixonado.





Sério, tem que ter paciência para ler esse livro, porque a protagonista é “um pé no saco”, chata pra caramba. A meu ver, é retardada mesmo.
Cristy tinha 17 anos quando não resistiu mais, e, com ajuda de uma amiga, decidiu seduzir Dominic, seu grande amor e amigo por muitos anos. Dominic era filho de um casal amigo dos pais de Cristy. Ele era responsável e sempre cuidava de Cristy, pois era 8 anos mais velho que ela. Por isso quando ela o quis seduzir ele tinha 25 anos, por isso ele não aceitou e ainda chamou atenção dela.
Depois disso ele foi completar os estudos dele nos Estados Unidos, ele fazia medicina. E ela foi para Londres estudar e trabalhar. Eles moravam em uma cidade próxima a Londres. Depois de 8 anos, os dois estão de volta a sua cidade e se reencontram.
Cristy começou com um mimimi doido, toda traumatizada porque ele a rejeitou a 8 anos. Sério??? Ela parou no tempo, naquele dia mais precisamente. Continuou agindo como uma adolescente, adolescente imbecil, ainda por cima.
E depois disso é só chateação, li porque o livro é pequeno. Mas a meu ver Cristy precisava urgente de um psiquiatra. Não vi graça nenhuma no casal.
Fiquei feliz quando acabou.
E foi isso.
Bjoo.