Páginas

segunda-feira, 13 de março de 2017

Série Rothwell Brothers

  
 

Série Rothwell Brothers  Madeline Hunter 





93/200
Livro: As Regras da Sedução - Série Rothwell Brothers 01
Autor: Madeline Hunter
272 páginas
5 estrelas


Sinopse:
Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento.
Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden.
Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo.
Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.



Leu a sinopse? Se não, leia. Ela é ótima, o que é coisa rara.
O primeiro encontro entre Lorde Hayden, lindo rico e maravilhoso, e Alexia, pobre e não tão bonita, não é muito bom. Isso porque ele é feito debaixo de mentiras, o que vai render por um tempo. Mentira que leva crer que é Hayden está arruinando a vida de seu primo e consequentemente a, porque ela mora com os primos praticamente por favor.
Sem outra opção Alexia se vê obrigada a aceitar a oferta de emprego de Hayden, sem dama de companhia de sua tia e preceptora de sua prima. Devido a isso e mais o interesse de sua tia em casá-lo com sua filha, o encontro dos dois é constante, coisa que ela queria evitar.
Eles sempre soltaram faíscas contidas, mas certo dia em que Alexia descobre que seu amor que havia morrido na guerra(e era amigo de Hayden), recebia cartas apaixonadas de outra mulher e pelas cartas ele se correspondia com ela. Foi nesse clima que Hayden a encontrou no sótão com as cartas nas mãos. Ele não teve outro jeito a não ser consolá-la. E “consolou”, consolou bem até demais. Depois desse momento é que vem o motivo do nome do livro, muito bem bolado.
A história tem todo um pano de fundo bem feito e enredado. Hayden que seria o homem que nunca se casaria, se vê desejando. Mas não é um clichê bobinho, não pense assim, longe disso. O relacionamento entre Alexia e Hayden é ótimo, tudo na honestidade e uma pitada de malícia. E essa pitada dá um charme aos dois. Um casal apaixonante. Isso sem mimimi, grandes choro e dor. Os dois têm personalidade forte e firme. Combinam em tudo, nada daquela besteirada que opostos se atraem. Tá certo que ela é pobre e ele é rico, mas esse não é o foco da história.
Uma escrita e argumento inteligentes e envolvente. Difícil de largar o livro. Tenho pena de quem tem que trabalhar hehehehe…
Amei ler e sentirei saudade…
Bom que tem mais irmãos pra gente ler. 
E foi assim…
Bjoo.



94/200
Livro: Lições de Desejo - Série Rothwell Brothers 02
Autor: Madeline Hunter
272 páginas
4,5 estrelas

Sinopse:
Atraente, sutil e tentador, lorde Elliot Rothwell é um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas. Mas isso não se aplica a Phaedra Blair. A brilhante e exótica editora não parece disposta a ceder a seu pedido e cancelar a publicação das memórias de um membro do Parlamento que podem manchar o nome da nobre família Rothwell. A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra.
Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa. Porém, em vez de encontrar a bela mulher descansando à beira do mar Tirreno, Elliot descobre que ela está presa por causa de uma acusação injusta. Graças ao prestígio da família, o nobre consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra.
Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.


Amei o livro, agora… tem que ter uma paciência do caramba para aguentar o par romântico do outro Rothwell.
Agora é vez do Elliot Rothwell, irmão de Hayden e do marquês de Easterbrook. Escritor, lindo e famoso, tem que encarar Phaedra, uma feminista mal amada e amiga de Alexi, que é esposa de Hayden. Gente que porre de mulher! Mas não é culpa dela, mas da mãe, que tenho certeza que era doida.
Phaedra vai publicar as memórias do pai, seu último pedido. E nesse livro ele fala do pai de Elliot, coisas que o marquês não quer que venha a público. Assim, Elliot vai atrás dela que se encontra na Itália. Quando ele chega onde ela está hospedada descobre que ela está metida na maior confusão. Está presa. E ela tem a ajuda de Elliot para se livrar, mas ficou presa a ele, porque foi a promessa que Elliot fez para libertá-la: que ele se responsabilizaria por ela, ficando ao seu lado enquanto ela permanecesse em Nápolis.
A ida de Phaedra a Nápolis está ligada também as memórias do pai, onde ele fala da mãe dela e também foi em busca da verdade sobre o pai de Elliot. Sendo assim Elliot fica grudado a Phaedra praticamente o tempo todo. E no meio desse tempo ela se mete em outra confusão, e, de novo, Elliot a salva, mas se mete em outra confusão de um quase casamento ou não tão quase assim (tem que ler para entender). Só que nesse segundo salvamento ele vai mais “fundo” e a partir daí é só love ou quase. O cara é bom de cama heim!!! Ulalá!!
De volta a Londres eles continuam a se encontrar, são amigos. Com o feminismo nojento dela a história é amor livre, nada de se ligar a homem algum deixa Elliot em uma situação estranha, mesmo assim ele topa. Só que a história do quase casamento ou não tão quase assim se complica. E como ela não quer se casar de jeito nenhum eles se afastam. Ela é muito burra, pelamor!!!!
No meio disso ainda tem a prima e a tia dando dor de cabeça, o marquês cada vez mais excêntrico, a publicação do livro e as buscas sobre o que é verdade nele.
Madeline Hunter continua arrasando no argumento, na escrita inteligente e na pitada de pimenta. Os personagens são muito bons, até a insuportável da protagonista, que foi colocada lá para irritar o leitor. Não é uma história reta, simples, mas cheia de meandros que dão vida e estimulam a leitura. Uma delícia de se ler.
Só não dei 5 estrelas porque achei Phaedra o fim da picada.
E foi assim.
Bjoo.




95/200
Livro: Jogos do Prazer - Série Rothwell Brothers 03
Autor: Madeline Hunter
240 páginas
4,5 estrelas

Sinopse:
A bela Roselyn Longworth já aceitou seu destino. Depois que o irmão fraudou o banco em que era sócio e fugiu do país levando o dinheiro dos clientes, suas finanças ficaram arruinadas, assim como suas chances de conseguir um bom casamento. Por isso foi fácil acreditar nas falsas promessas de amor de um visconde. Mas a desilusão não demorou a chegar: quando Rose não se sujeitou a seus caprichos na cama, o nobre se vingou leiloando-a durante uma festa em sua mansão. Ela acredita que o destino lhe reserva um fim trágico. Ainda mais ao ser arrematada por Kyle Bradwell, um homem que venceu na vida pelo próprio esforço, mas não é bem-vindo nos círculos mais exclusivos. Mas a jovem é surpreendida pela atitude dele, que a trata com um respeito e uma gentileza que ela não recebia desde antes do escândalo envolvendo o irmão. Quando Rose finalmente descobre o que está por trás do comportamento de Kyle, é tarde demais: já foi fisgada pelo homem que conhece seus segredos mais íntimos.


Quando eu peguei esse livro para ler e vi que a história era da prima de Alexia, a esposa de Hayden Rothwell, desanimei. Eu queria mesmo (e ainda quero) é ler sobre o marquês, o último irmão Rothwell. Um cara muito estranho, excêntrico. Mas foi uma surpresa, pois a história deles é muito lindinha.
Assim como nos outros livros, Madeline Hunter não nos dá uma história simplesinha, reta, ao contrário. Nada de monotonia.
Roselyn por ser orgulhosa e burra (ô peste burra!), se “entrega” para um visconde cheio de lábia. Quando ela descobre que foi enganada tenta fugir, mas naquele tempo a coisa era meio diferente. Quando ela se dá conta está sendo leiloada em uma festa como uma prostituta. Por acaso, para sorte dela e vontade da autora, Kyle aparece na festa. Só que o visconde confessa a Kyle que ele seduziu Roselyn por se tratar da irmã de Timothy. Timothy é o salafrário que roubou a grana do banco, lesou uma porção de pessoas e fugiu. Como Kyle viu que ela caiu nessa cilada deu um lance alto e a resgatou.
O marquês de Easterbrook, Christian Rothwell, sugeriu algumas coisas a Kyle para limpar ou tentar amenizar a reputação de Rose. Ela vem de uma família tradicional e Kyle é filho de mineiro, ralé mesmo. As duas coisas não se misturam. Mas o casamento seria a chance dele melhorar o status e ajudar na reputação dela. Sendo assim eles se casaram, mas não pense que foi vapt-vupt.
E como não podeira deixar de ser, como nos outros livros, a “cama” é um capítulo a parte. Eles se dão super bem na cama. Se Hayden e Elliot eram, desculpa, os fodões na cama, não sei o que dizer de Kyle. Meu pai, o que é isso??? Ulalá!!! Ai que calor! (caraca, não vejo hora de ler sobre o marquês!! Já estou suando hehehehe).
Mas muita água corre nessa história:
  • O casal vai se acertando.
  • O irmão de Rose começa a escrever cartas e um grupo de homens querem a cabeça dele.
  • Tem a família de Kyle que não vê com bons olhos que ele melhorou de vida.
  • Tem os problemas nas minas, de onde Kyle veio.
  • Alexia tentando introduzir o casal na sociedade.
  • E o pior, o visconde, aquele safado que enganou a Rose, persegue o casal.

É até difícil comentar. Mas é um livro ótimo de ser ler, os personagens são ótimos, Kyle é a integridade em pessoa, Rose é orgulhosa, mas cativa a gente por ser inteligente. E os personagens dos livros anteriores estão presentes e ativos. Uma história muito bem contada e envolvente.
E é isso.
Bjoo.





96/200
Livro: Segredos de Um Pecador - Série Rothwell Brothers 04
Autor: Madeline Hunter
240 páginas
4 estrelas

Sinopse:
Leona Montgomery foi criada na China. Com pai inglês e mãe portuguesa, aprendeu desde cedo a se adaptar aos costumes de outras terras e adquiriu uma cultura e uma sofisticação incomuns às mulheres de seu tempo. Por isso, quando o pai, já viúvo, morreu, deixando os dois filhos em uma situação financeira difícil, Leona assumiu os cuidados do irmão caçula e os negócios da família. Trabalhando pela recuperação da Montgomery & Tavares, ela viajou por diversos países, negociou com homens rudes e enfrentou piratas. Recém-chegada a Londres, agora espera fechar parcerias comerciais e dar sequência a uma investigação que o pai não pôde concluir. Mas estar em Londres significa algo mais.
Sete anos atrás, Edmund, um naturalista inglês, deixou Macau à noite, depois de um beijo de despedida que Leona nunca esqueceu, e retornou à Inglaterra. O que Leona não poderia imaginar era que Edmund na verdade é Christian Rothwell, o marquês de Easterbrook, um homem poderoso envolto em mistérios e que talvez se beneficiasse com o fim das investigações de seu pai. Dividida entre o dever e a tentação, é na cama do marquês que ela fará suas maiores descobertas.



Ahhh confesso, esperava mais. Foi bom, mas esperava mais. Não estou falando de sexo não, estou falando do livro, apesar desse livro o casal até usar o livro de Kama Sutra, ulalá!
Não vou me prolongar. Vamos lá!
  • O marquês de Easterbrook conheceu Leona a 7 anos na China, mas ele usou identidade falsa, lá ele era Edmund;
  • Eles se sentiram atraídos logo de início, mas ela era noiva. E acredite, ele respeitou, bem... mais ou menos;
  • Sete anos depois ela está em Londres a procura dele e em fazer negócios, para ajudar o irmão, são negócios que ele herdou do pai;
  • O que ela quer na verdade com Edmund é algo que ele roubou e a ajudará nos negócios;
  • O marquês fica “doidinho” quando a vê em Londres, muda da água para o vinho;
  • Aqui toda esquisitice e excentricidade dele é explicada;
  • Leona tem uma participação na vida de Edmund muito importante, coisas reveladas mais adiante no livro;
  • Leona é uma mulher forte e decidida, quando não está perto do marquês;
  • Há uma história bem complexa que envolve muitas pessoas, desde o pai de Leona até o pai do marquês e sempre uma revelação;
  • Tem amor, duelo, ação, crime, investigação, segredo e revelação (ufa!);
  • O marquês e Leona são quentes. Eita virgenzinha sem vergonha!

Uma história gostosa de ler, mas as anteriores são melhores. A escrita de Madeline é ótima, não deixa a gente se cansar. Os personagens secundários têm uma excelente participação, aliás, em todos os livros é assim. E ela sempre envolve os personagens dos livros anteriores, gosto disso. A gente permanece no mesmo ambiente.
E foi assim.
Bjoo.